- Campo Aberto - https://www.campoaberto.pt -

Boletim PNED de 13 de Abril de 2005

[PNED] Boletim de 13/IV/2005

[Esta lista tem actualmente 306 participantes inscritos.]

==========================
BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

quarta-feira, 13 de Abril de 2005

==========================
Para os textos integrais das notícias consulte as ligações indicadas.

Uma vez que o acesso aos textos integrais no Público on-line passou a
ser um serviço pago, este boletim informativo deixará em regra de
incluir notícias desse jornal.
==========================

Destaque: Um presente envenenado
Paulo Ventura Araújo

O projecto de remodelação da Avenida dos Aliados deverá, segundo a
Câmara da Porto, estar concretizado até Agosto. Essa remodelação,
financiada e executada pela Empresa do Metro, é consequência da
construção de uma estação de metro que, situada entre duas outras
muito próximas (S. Bento e Trindade), nunca foi cabalmente
justificada.

Pelas declarações que foram vindo a público, e pelas intervenções
anteriores dos mesmos arquitectos no espaço público da cidade
(Rotunda da Boavista, por exemplo), não se pode dizer que o projecto
para a Avenida seja uma surpresa. De facto, uma das tendências que
avulta nas transformações a que a cidade vem sendo submetida é a
recusa do colorido, do canteiro com flores, e a opção pelos grandes
espaços mono- cromáticos cobertos por granito ou arrelvados toda a
zona da Cordoaria, Parada Leitão e Leões foi intensamente petrificada
pela Porto 2001; e as flores e canteiros desapareceram dos jardins da
Rotunda da Boavista, da Cordoaria e da Avenida de Montevideu. Esta
predilecção pelo cinzentismo, que ignora ou desdenha o que é
característico das nossas cidades em favor de uniformizantes modelos
de importação, é inteiramente perfilhada pelos arquitectos a quem foi
adjudicada a “requalificação” dos Aliados.

Uma primeira perplexidade é que, tendo as obras da Porto 2001
provocado um desagrado tão manifesto em vastos sectores da cidade, se
insista na mesma estética minimalista. Quem frequenta a cidade
reconhece como o espaço público petrificado se tornou inóspito, mais
frágil e (…) rarefeito da presença humana (…).

Há aqui graves vícios de procedimento primeiro, que o trabalho seja
confiado aos arquitectos por ajuste directo e não por concurso
público; segundo, que não haja um caderno de encargos que corporize
(…) os parâmetros a que o projecto deve obedecer; terceiro, que não
se tenha promovido uma ampla discussão pública em todas as fases do
processo. E o procedimento autista da Câmara é ainda mais inaceitável
por estar em causa um espaço emblemático, sala de visitas da cidade
(…).

Fazer cidade não pode ser, como tem sido nos últimos anos, vestir o
espaço público com um novo figurino que o torne irreconhecível. O
dinheiro que se tem esbanjado nessas mal avisadas “requalificações”
seria muito mais bem empregado na manutenção ou recuperação
historicamente consciente de jardins e praças, ou na construção de
novos jardins ou espaços públicos de qualidade em lugares onde eles
não existam. Esta nova Avenida dos Aliados que a Empresa do Metro
oferece à cidade tem um ar de requentado “déjà vu”; a cidade, para
seu bem, deve ter a frontalidade e a lucidez de recusar a oferta.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/grande_porto/um_presente_envenenado.html

==========================

1. Metro preocupa INEM

O director do Instituto Nacional de Emergência Médica, Luís Cunha
Ribeiro, está preocupado com a construção da linha do metro à
superfície, em frente ao Hospital de S. João no Porto. Após uma
visita à obra, considerou que “não é a melhor solução”, mas reservou
uma posição definitiva para o relatório que será entregue ao
secretário de Estado das Obras Públicas.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/grande_porto/metro_preocupa_inem.html

====================

2. Túnel de Ceuta

Nuno Cardoso garantiu, ontem, que o IPPAR deferiu tacitamente todas
as intervenções do plano geral da Porto 2001 (na qual se incluía o
túnel de Ceuta, com as saída junto ao Santo António). “Quando (Rui
Rio) afirma que não existe na Câmara nem na memória qualquer parecer
positivo do IPPAR para qualquer saída do túnel, nem sequer
relativamente à lateral do Hospital de Santo António não está a falar
verdade”, afirmou Cardoso, apresentando uma carta de Fernando Gomes,
datada de 1996, na qual informa o IPPAR da “execução do túnel
conforme anteprojecto de concurso” e solicitando “disponibilidade do
IPPAR para o acompanhamento que se julgue necessário”.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/grande_porto/carta_fernando_gomes_aviva_p
olemica.html

Ministra da Cultura recusa decisão política sobre o túnel de Ceuta

A ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, não vai tomar uma
decisão política sobre o túnel de Ceuta, conforme lhe pediu,
anteontem, o presidente da Câmara do Porto, Rui Rio. A carta do
autarca, contendo a mais recente proposta para o prolongamento do
túnel, chegou à mesa da ministra ao início da tarde de ontem e,
depois de analisada, seria remetida para o Instituto Português do
Património Arquitectónico (IPPAR) que deverá pronunciar-se sobre
ela.

https://www.ocomerciodoporto.pt/secciones/noticia.jsp?
pIdNoticia=33159&pIdSeccion=7&

==========================
3. Portugal e Espanha estudam mercado ibérico do gás

Os primeiros-ministros de Portugal e Espanha anunciaram ontem que
mantêm o calendário previsto para a entrada em funcionamento do
Mercado Ibérico da Electricidade (Mibel), 30 de Junho, e que vão
estudar o alargamento ao gás. José Luis Zapatero lembrou que “o
desenvolvimento do acordo e dos prazos vai cumprir-se e há já um
encontro previsto” nesse sentido.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=1679091c5a880faf6fb5e6087eb1b2dc&subsec=&id=ba07e1e3b31d
4f58b75abb5bd5da1dba

==========================

4. Panorama de abandono e falência

Na última semana, o Centro de Emprego de Barcelos não tem tido mãos a
medir e a fila de recém-desempregados não pára de aumentar no
concelho, sobretudo devido ao encerramento de algumas empresas do
sector têxtil – o principal meio de emprego no Vale do Cávado.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/minho/drama_falencias_aflige_milhares_ope
r.html

Yazaki vai deslocalizar unidades

Os trabalhadores da empresa japonesa Yazaki Saltano, que produz
cablagens para automóveis em Ovar e Vila Nova de Gaia, reuniram ontem
com a administração a fim de encontrar soluções para a intenção da
empresa de dispensar meio milhar de trabalhadores, só na unidade de
Ovar. Todavia, o encontro de trabalho foi infrutífero, uma vez que a
administração comunicou a decisão de deslocalizar para unidades na
Turquia e na Eslováquia a produção de cablagens para a Mercedes e
para a Toyota.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=531abb77a299
a74142b3c5ade535937c

==========================

5. Chineses preocupam concorrência

Hugo Duarte, comerciante na Praia da Barra, [em Ílhavo], está à
frente de um mini-mercado que possui também uma secção de bazar. O
português não tem papas na língua “No ano passado havia duas lojas de
chineses e este ano montaram mais duas”. Quatro são muitas num lugar
onde os comerciantes se contam pelos dedos. “Já não chegava a
concorrência das grandes superfícies”, desabafa, enquanto demonstra
os resultados da concorrência “chinesa”.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/centro/chineses_preocupam_concorrencia.ht
ml

==========================

6. Obras no Machado de Castro passam os 15 milhões de euros

As obras de remodelação e ampliação do Museu Nacional Machado de
Castro, em Coimbra, que devem arrancar em 2006, vão ultrapassar os 15
milhões de euros, admitiu, ontem, o presidente do Instituto Português
dos Museus (IPM), Manuel Oleiro. Quando, em Setembro de 2004, o IPM
deu a conhecer os pormenores do projecto de Gonçalo Byrne para aquele
espaço, o custo estimado de toda a intervenção rondava os 10 milhões
de euros. As alterações que Byrne teve de efectuar em função das
descobertas arqueológicas nas escavações das áreas anexas, por um
lado, mas também as novas soluções encontradas para a área de
exposições temporárias, justificou Oleiro, devem estar na base desta
correcção orçamental. O presidente do IPM recorda que, mesmo assim,
se os achados ocorressem durante a obra, os sobrecustos seriam muito
maiores.

https://jn.sapo.pt/2005/04/13/centro/obras_machado_castro_passam_15_mil
ho.html

==========================

7. Casa da Música altera trânsito

A abertura da Casa da Música amanhã levou a Câmara do Porto a alterar
a circulação de trânsito em algumas ruas envolventes, nomeadamente
devido à inauguração da Rua Ofélia Diogo Costa, junto àquele
equipamento cultural. Seis anos depois do início da construção e
muitas peripécias.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=39082cf69bba
93d19de442b3441d3055

==========================

8. Parque Verde do Mondego vai ter espaço de leitura ao ar livre

Chama-se “Ler ao Cubo”, talvez porque as estruturas destinadas a
serviços no Parque Verde do Mondego sejam isso mesmo, cubos de vidro.
Segundo a chefe de divisão da Biblioteca Municipal, Maria José
Miranda, “é um espaço privilegiado de leitura ao ar livre que surge
no seguimento da candidatura de Coimbra a Capital Mundial do Livro
2007”, recentemente apresentada pela autarquia.

https://www.oprimeirodejaneiro.pt/?
op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=bae236585b50
7613b475f7cb7d2d70d1

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias, de O Primeiro de Janeiro e de O Comércio do Porto (em um
ou vários dos citados, não necessariamente em todos).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
https://groups.yahoo.com/group/pned/

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
campo_aberto@oninet.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============
Links do Yahoo! Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
https://br.groups.yahoo.com/group/pned/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
https://br.yahoo.com/info/utos.html