• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Palácio de Cristal

Comunicado d’ O Movimento em defesa dos Jardins do Palácio de Cristal

O desdobrável profusamente distribuído na cidade pela Câmara do Porto, subscrito pela Portolazer-EM, pelo “futuro Consórcio gestor do Palácio em parceria com a PortoLazer” e pelo arquitecto José Carlos Loureiro, em que, a pretexto de esclarecimento público se acusa os promotores do Referendo em Defesa dos Jardins do Palácio de Cristal de ”faltar à verdade e persistente desinformação“, não passa de mais um acto de pura propaganda, contrário aos procedimentos participados, como deveria ser uma gestão democrátic [...ler mais]

O Movimento de Defesa dos Jardins do Palácio de Cristal iniciou recentemente a recolha de assinaturas para se agendar um referendo popular sobre o destino daquele espaço verde. Segundo o Movimento, “esta é a melhor oportunidade para travar um projecto que vai desfigurar um jardim histórico em nome da construção de um novo edifício para congressos empresariais.”

 

As folhas de recolha de assinaturas podem ser descarregadas aqui. Em alternativa, também pode assinar a petição para a realização do referendo directamente na rua. Consulte os locais e horários aqui.

  [...ler mais]

A Campo Aberto enviou hoje o seguinte ofício ao Presidente da Câmara Municipal do Porto no sentido de obter explicações adicionais sobre a intervenção que se pretende realizar no Palácio de Cristal. A associação irá em breve pronunciar-se sobre este assunto.

 

Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal do Porto,
Dr. Rui Rio

Tendo em conta o património social e ambiental que representa todo o perímetro do Palácio de Cristal, com o Pavilhão Rosa Mota, Biblioteca Almeida Garrett, Jardins do Palácio e Casa Tait;
Considerando relevante e positiva a integração do responsável pelo projecto inicial [...ler mais]

A recente e violenta poda realizada na avenida das tílias do Palácio de Cristal, repetindo a asneira cometida há cerca de dois anos, deixou as árvores num estado tal que não pode deixar de chocar os frequentadores e visitantes do mais emblemático jardim portuense. A gestão do espaço tem sido assegurada por uma empresa municipal (a Porto Lazer) sem vocação nem competência para essa nobre tarefa. É urgente que a Câmara Municipal do Porto transfira essa gestão para os serviços do Pelouro do Ambiente – pois é inadmissível que as boas práticas que se observam nos restantes locais públicos da cidade [...ler mais]