• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

O livro de que se fala abaixo pode ser adquirido na sede da Campo Aberto pelo preço de lançamento, ou seja, 15 euros. Ver horário de atendimento ao público.

No dia Mundial da Terra, relembramos uma tertúlia realizada na associação a 20 de Fevereiro onde se abordou exatamente a relação que temos com o nosso planeta, a partir de um livro de José Emanuel Queirós, geógrafo e pós-graduado em Gestão de Riscos Naturais na especialidade de geomorfologia pela Universidade do Porto.

Tertúlia/debate do livro TERRA PORTAL DA VIDA PLANETA DO HOMEM

com o Autor José Emanuel Queirós e o Prefaciador António Luís Crespí

Quando
Sexta 20 de fevereiro: 21:15

Onde
Na sede da Campo Aberto (rua Santa Catarina, 730-2.º andar, perto do Silo Auto)

Inscrever-se
Inscrição gratuita mas necessária: prazo até terça 17 de fevereiro. Enviar um email com o nome, email e telefone de todos e cada uma das pessoas que pretenda inscrever, para: tertuliasca@gmail.com

TERRA PORTALENCONTRAR UMA FORÇA EM SI

Quando um cidadão é capaz de enfrentar forças poderosas e que jogam com a rotina, a corrupção e a ignorância do seu lado – é porque alguma força encontra em si capaz de atenuar a desproporção dos interesses em confronto.

Para quem se cruzou com o geógrafo e professor José Emanuel Queirós na sua luta cívica por um desenvolvimento sustentável das Terras do Baixo Tâmega e no seu combate contra a submersão de parte dessas terras por barragens desnecessárias e prejudiciais – pode agora ver aonde foi ele buscar forças para batalha tão desigual.

Neste seu livro, TERRA PORTAL DA VIDA PLANETA DO HOMEM, José Emanuel Queirós evidencia o ponto nodal de onde brota a força das suas convicções: «Desde o princípio de tudo o que é material e imaterial, das mais inacessíveis profundezas ao subtil manto magnético envolvente, dos domínios do conhecimento e da inteligência à ressonância da intuição e da consciência, tudo está em incessante estado de alteração atraído por um princípio ordenador universal.»

PRESENÇA DE ANTÓNIO LUÍS CRESPÍ

No prefácio escrito pelo Professor António Luís Crespí, responsável pelo Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – que já por várias vezes emprestou à Campo Aberto o seu imenso saber e paixão pela Terra em diversas visitas de estudo pelo planalto transmontano que deixaram os participantes encantados, somos convidados a ler neste livro uma reflexão sobre o Universo: «Esta viagem que o Autor propõe ao encontro do Planeta Terra pode ser o início de uma experiência que nos ajude a compreender melhor a razão da nossa existência.»

Prefaciador e Autor estarão presentes para dialogarem entre si sobre este livro e com todos os participantes, na busca de uma melhor compreensão dos desafios de grande envergadura em que a humanidade se encontra, partilhando a necessidade de «elevarmos a Terra acima das crises, das agonias e das barbáries que fazem o nosso tempo e onde só os homens são capazes desses excessivos protagonismos que grassam no mundo e dilaceram o corpo e a alma humana.»

José-Emanuel-Queirós

JOSÉ EMANUEL QUEIRÓS
É geógrafo (licenciado em geografia) e pós-graduado em Gestão de Riscos Naturais na especialidade de geomorfologia pela Universidade do Porto. Foi docente do ensino médio e superior, colaborador na imprensa regional, além de promover e participar em inúmeras iniciativas de alcance social e cultural. Destacou-se na participação cívica com a edição do livro de divulgação Amarante e levou ao público a defesa do rio Tâmega no ensaio A Barragem de Fridão, consequências previsíveis sobre o rio Tâmega e a cidade de Amarante. Presentemente desenvolve atividade no domínio da Proteção Civil, realizando palestras de sensibilização sobre as dinâmicas físicas da Terra e os riscos que as sociedades e o homem enfrentam.

Imprimir esta página Imprimir esta página

Deixar comentário