• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
Confraternizando

Confraternizando

No dia 28 de março, às 14:30, na sede da associação (Rua de Santa Catarina, 730-2.º andar, no Porto, perto do Silo Auto), realiza-se a Assembleia Geral de 2015, com caráter eleitoral já que nela serão eleitos os órgãos sociais para o biénio 2015-2016. A convocatória aos sócios seguiu já em correio em papel em 28 de janeiro de 2015 (com 60 dias de antecedência, conforme o regulamento interno) mas pode ainda ser encontrada aqui, mais abaixo. Amigos da Campo Aberto poderão participar, sem direito a voto, e serão bem-vindos.

Qualquer pessoa pode já consultar o Plano de Ação para o biénio 2015-2016 apresentado pela lista candidata à direção bem como o Relatório de Atividades de 2014, este de responsabilidade da direção cessante. Mais abaixo encontra a composição completa dos órgãos sociais a eleger bem como uma curta nota biográfica sobre cada pessoa candidata. O relatório de contas relativo a 2014 pode, a partir de 14 de março, ser consultado na sede da associação por qualquer sócio, sob marcação (feita através de contacto@campoaberto.pt). Pode também ser enviado por email a qualquer sócio que o peça pela mesma via.

O orçamento para 2016 será apresentado na própria Assembleia Geral, para aprovação. Uma vez aprovado será disponibilizado neste e-sítio. O balanço de sócios atualizado será, como habitualmente, apresentado na assembleia.

CONVOCATÓRIA

Nos termos do n.º 1 do artigo 18.º dos Estatutos bem assim como dos n.ºs 1, 2, 3 e 4 do artigo 2.º do Regulamento Interno da associação Campo Aberto, convoco todos os associados no pleno uso dos seus direitos para a Assembleia Geral Ordinária relativa ao ano de 2015, a realizar no próximo dia 28 de março de 2015, sábado, às 14:30, na sede de trabalho da associação, na rua de Santa Catarina, n.º 730-2.º, no Porto. Caso à hora indicada não estejam presentes pelo menos metade dos associados com direito a voto, a Assembleia Geral realizar-se-á, nos termos do n.° 1 do artigo 3.° do Regulamento Interno, meia hora mais tarde, com qualquer número de associados presentes.

É a seguinte a ordem de trabalhos:

1:   Informações
2:   Aprovação da ordem de trabalhos
3:   Apresentação e aprovação do relatório de atividades relativo a 2014
4:   Apresentação e aprovação, precedida da leitura do parecer do Conselho Fiscal, do relatório de contas relativo a 2014
5:   Apresentação do balanço do número de associados
6:   Apresentação das listas candidatas aos órgãos sociais para o biénio 2015-2016: Direcção (sua composição, plano de ação e respetivo orçamento), Mesa da Assembleia Geral e Conselho Fiscal.
7:   Votação e apuramento de resultados
8:   Outros assuntos de interesse da associação, campanhas em curso, atividades próximas.
9:   Leitura e aprovação da ata da AG.

Nos termos do n.º 2 do artigo 2.º do Regulamento Interno, convidam-se os associados a formularem propostas de assuntos a serem discutidos na Assembleia Geral convocada, terminando o prazo para as enviar à associação em 28 de fevereiro de 2015. Nos termos do

n.º 3 do artigo 2.º do mesmo Regulamento, os assuntos propostos serão necessariamente debatidos no ponto «Informações» da Ordem de Trabalhos quando as propostas tenham sido subscritas por um mínimo de 5 sócios.

Convidam-se igualmente os associados, nos termos do artigo 14.º, n.º 1, do Regulamento Interno, a apresentar listas candidatas a um ou a vários dos órgãos sociais a eleger nesta Assembleia Geral. Para esse efeito é o seguinte o calendário eleitoral: expedição desta convocatória, o mais tardar em 28 de janeiro de 2015; apresentação de listas candidatas, pelos sócios interessados, o mais tardar em 28 de fevereiro de 2013; divulgação de listas candidatas aos associados, pela Direcção, o mais tardar em 14 de março de 2015. Os interessados em apresentar candidaturas deverão consultar o Regulamento Interno da associação e proceder de acordo com as respetivas disposições.

Veja-se:
http://www.campoaberto.pt/wpcontent/uploads/2009/05/Regulamento_interno.pd
(se tiver dificuldade em aceder, tente: http://tinyurl.com/reginternoca) e
http://www.campoaberto.pt/wp-content/uploads/2014/06/estatutos.pdf

(ou clique em Regulamento Interno, e Estatutos, no final da página Conheça a associação)

Porto, 20 de janeiro de 2014
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral,
Bernardino Luís Machado Guimarães

 

LISTAS CANDIDATAS AOS ÓRGÃOS SOCIAIS 
PARA O BIÉNIO 2015-2016

Mesa da Assembleia Geral

Presidente: Vitor Manuel Rodrigues da Silva
Primeiro Secretário: Maria Luzia Gomes Ribeiro de Freitas
Segundo Secretário: Anabela Ventura Gonçalves

 Conselho Fiscal

Presidente: Celina Maria João Raposo
Primeiro Vogal: Maria Antónia Malheiro Huet Bacelar
Segundo Vogal: Bernardino Luís de Moura Machado Guimarães

Direção

Presidente: José Carlos Dias Costa Marques
Vice-Presidente: António José Verdelho Vieira
Secretária: Maria Eduarda Pereira Pinto
Tesoureira: Alda da Conceição Ferreira de Sousa
Vogal: Esmeralda Cristina Pires Quintela Coelho
Vogal: Sandra Cristina dos Santos Craveiro
Vogal: Jorge Manuel Leandro de Oliveira Rosa

Apresentam-se a seguir sucintas informações biográficas dos candidatos integrantes das listas acima designadas.

Mesa da Assembleia Geral

Vitor Manuel Rodrigues da Silva nasceu no Porto, em 1975. Licenciado em Informática de Gestão pela Universidade Portucalense e atualmente Team Leader numa empresa de TI. Dinamiza o podcast O Porto em Conversa. Integrou a direção da Campo Aberto de 2009 a 2012. Tenta ligar estes dois mundos – TI e Sociedade, Virtual e Real – através da promoção e participação em projetos relacionados com transparência e organização de atividades cívicas sobre temas do Porto.

Maria Luzia Gomes Ribeiro de Freitas nasceu em 1955, em Vizela. É professora de Biologia e Geologia no Agrupamento de Escolas de Caldas de Vizela.

Anabela Ventura Gonçalves nasceu em 1963, em Luanda. Licenciada em Geografia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto em 1985, com profissionalização em serviço no ensino da Geografia na Escola Superior de Educação da Universidade do Porto em 1992; licenciada em Planeamento Regional e Urbano pela Universidade de Aveiro em 2008; com curso de especialização no âmbito do mestrado em Planeamento Regional e Urbano em 2012. Desde 1985 leciona no Grupo de Geografia e desde 1998 na Escola Secundária de Carvalhos, onde exerce ainda outras atividades pedagógicas. Foi membro da direção da Campo Aberto de 2009 a 2012, tendo sido vice-presidente da associação de 2011 a 2012.

Conselho Fiscal

Celina Maria João Raposo nasceu em Póvoa de Miranda do Douro, em 1978. Licenciada em Economia, exerce atualmente funções de Responsável Administrativa e Financeira na empresa Factory, RMDE, Lda. Colabora com a Campo Aberto desde 2009, tendo integrado as direções no período 2009-2012.

Maria Antónia Malheiro Huet Bacelar nasceu em Recezinhos, Penafiel, em 1945. Licenciada em Filologia Românica, professora do ensino básico de 1969 a 2005. Colaborou com a Cooperativa Naturocoop, e desde o início com a Campo Aberto, tendo integrado uma das direções.

Bernardino Luís de Moura Machado Guimarães nasceu no Porto, em 1960. Ambientalista, colaborou com o FAPAS, tendo sido um dos seus fundadores, e no qual, durante algum tempo, foi também secretário-geral bem como um dos editores da sua revista Tribuna da Natureza. Foi em 2000 um dos fundadores da Campo Aberto, tendo sido membro de várias das suas direções, inclusive como presidente em 2007-2009 e presidido a Mesa da Assembleia Geral de 2011 a 2015. Jornalista, cronista de ambiente, consultor do programa Biosfera na RTP2.

Direção

José Carlos Dias Costa Marques nasceu no Porto, em 1945. Licenciou-se em filosofia pela Faculdade de Letras da UP. Atualmente reformado, trabalhou no ensino secundário, como assessor editorial, redator, tradutor free lance, e tradutor a tempo inteiro numa instituição europeia. Participa em movimentos ecológicos em Portugal desde 1974. Foi um dos fundadores da Campo Aberto, em 2000, e tem integrado várias das suas direções.

António José Verdelho Vieira nasceu em Nova Lisboa, Angola, em 1967. Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da UP, área onde exerce profissionalmente e tem currículo extenso. Microativismo ambiental de forma independente desde a adolescência e a quem as frequentes derrotas têm suscitado, não um sentimento de impotência, mas uma análise crítica com vista ao futuro. Associado da Campo Aberto desde 2010. Integrou já a direção da Campo Aberto cessante.

Maria Eduarda Pereira Pinto nasceu em Santo Ildefonso, Porto, em 1951. Professora, com licenciatura em educação especial pela Escola Superior de Educação do Porto, onde também lecionou. Ensinou também na Escola Superior de Educação Jean Piaget de V. N. Gaia. Concluiu mestrado em Administração e Planificação de Educação pela Universidade Portucalense. Foi coordenadora da Equipa de Educação Especial da Direção-Regional de Educação do Norte. Interessa-se em particular por literatura, ambiente e natureza. Sócia da Associação Portuguesa de Camélias e da Amnistia Internacional em Portugal, bem como da Campo Aberto.

Alda da Conceição Ferreira de Sousa nasceu em Baião em 1967. Licenciou-se em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. No fim do curso realizou um anteprojeto sobre tratamento de efluentes residuais na indústria de curtumes, com o que iniciou uma carreira de mais de vinte anos nesse setor. Atualmente exerce funções no CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro na área de inovação e desenvolvimento tecnológico. Aprofundou estudos na área da energia em 2012, com pós-graduação em Energias Renováveis e formação em Gestão Energética. Integrou já a direção da Campo Aberto cessante.

Esmeralda Cristina Pires Quintela Coelho nasceu no Porto em 1965. Licenciou-se em História, Variante de Arte, e em Geografia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Exerce funções docentes desde 1989 e leciona Geografia na Escola Básica e Secundária de Freamunde, âmbito em que se tem dedicado à problemática das ecoescolas. Integrou já a direção da Campo Aberto cessante.

Sandra Cristina dos Santos Craveiro nasceu em Matosinhos, em 1981. Mestre em Engenharia do Ambiente, licenciada em Bioengenharia pela Escola Superior de Biotecnologia – Universidade Católica Portuguesa e Técnica Superior de Higiene e Segurança no Trabalho. Complementou a sua formação base com pós-graduação em Energias Renováveis, Gestão da Qualidade e Auditorias Internas. Exerceu funções em gestão de conteúdos na área de Comunicação para a Sustentabilidade. Exerceu também funções como técnica superior qualificada em Avaliações Acústicas no Departamento de Acústica e Ambiente em laboratório acreditado, sendo membro efetivo da Ordem dos Engenheiros. Atualmente trabalha no Reino Unido – Escócia onde é técnica superior de Segurança, Ambiente e Qualidade. Integrou já a direção da Campo Aberto cessante e candidata-se 
à próxima direção graças às novas tecnologias que lhe permitirão participar virtualmente nos trabalhos desta.

Jorge Manuel Leandro de Oliveira Rosa nasceu em Lisboa em 1962. É ensaísta e tradutor. Atualmente, é investigador integrado no Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, tendo sido, durante vinte anos, professor do ensino superior. Publicou, para além de outros títulos, A Impossível Experiência Final da Modernidade, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. É co-editor da revista de pensamento e artes Nada. Foi membro das direções da Associação Livre de Objetores/as de Consciência e dos Amigos da Terra. Participou sempre no Grupo dos Amigos da Arca em Portugal, divulgando no nosso país o pensamento construído em torno da não-violência por Lanza del Vasto, um dos mais notáveis seguidores de Gandhi no Ocidente.

CAMPO ABERTO VAI FAZER 15 ANOS!

JANTAR ANUAL DE CONFRATERNIZAÇÃO A SEGUIR
À ASSEMBLEIA GERAL 2015  

Nota: a informação a seguir substitui a informação anteriormente divulgada sobre este jantar neste e-sítio e nesta mesma página e local, ou no boletim ocasional em papel Campo Aberto, enviado aos sócios em 28 de janeiro deste ano.

No ano em que a Campo Aberto fará 15 anos de existência notarial (27-12-2000 | 27-12-2015), convidamos os sócios e amigos interessados a inscreverem-se no jantar anual de confraternização.

Para isso basta enviar um email com o nome e telefone da pessoa que deseja participar no jantar, até 26 de março o mais tardar, para: atividadesca@gmail.com.

O custo por pessoa é de €13,50 pago no dia e local. As bebidas são pagas em separado.

 

 

 

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Notícias

Deixar comentário