• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

 

feira

Só para livros e publicações, principalmente (e ainda alguns azevinhos e t-shirts de algodão biológico). De segunda a sexta das 10h30 às 12h00 e das 14h30 às 19h00. Para outros horários ligue-nos para o 222 086 863 (dentro do período de atendimento, para combinar).

VISITE A FEIRINHA DA CAMPO ABERTO!

APOIE A CAMPO ABERTO PARA CONTINUARMOS A INTERVIR!

  1. Feirinha de Natal 24 a 29 novembro (agora parcialmente prorrogada até 19 de Dezembro)
  2. Confraternização sábado 29 novembro
  3. Campanhas e Intervenções

 1. Feirinha de Natal
Abre segunda 24 de novembro às 16:00 (até 19:00).
Nos restantes dias, de terça 24 a sábado 29, o horário é:
10:30 às 12:00 | 14:30 às 19:00

Na sede de trabalho da Campo Aberto, Rua de Sta Catarina, 730-2.º andar, no Porto, perto do Silo-Auto.

* Vários itens a €1,00 euro! Outros um pouco mais. Preços sempre moderados.
* Alguns em verdadeira liquidação, como as excelentes camisetas (t-shirts) de algodão biológico da Living Crafts linque (fabrico alemão de alta qualidade, resistentes, toque suave): 1 por €4,00 euros, 2 por €7,00 euros; 3 por €10,00
* Livros e outras publicações, ambiente, natureza e mais
* Alguns alimentos biológicos ou caseiros
* Postais do Porto de meados do século XX
* Postais de fotografias pintadas de um Portugal Desaparecido cheio de encanto
* Artesanato
* Pequenos objetos para pequenas lembranças

Veja alguns pormenores mais adiante. (Visite este artigo dentro de poucos dias; haverá mais informações.)

 2. Confraternização de Natal
Seja sócio da Campo Aberto ou não, venha estar um pouco connosco no sábado 29, a partir das 14:30.
O habitual lanche de confraternização será por volta das 17:00.
Antes disso, às 16:00, uma pequena conversa sobre campanhas e intervenções da Campo Aberto. Daí poderá resultar o seu interesse por alguma delas ou simplesmente um melhor conhecimento do que pretendemos e fazemos. Pormenores a seguir.

3. Campanhas e Intervenções
Além de outras ações mais temporárias, a Campo Aberto mantém atualmente algumas campanhas próprias e apoia e integra outras campanhas realizadas por agrupamentos ou plataformas de associação.

Sucintamente, as nossas campanhas próprias:

 a) Irrigue – dar de beber às árvores, ou a favor da árvore nas cidades

Partindo de uma campanha em tempo seco, passou a ser uma campanha permanente em favor da viabilização e proteção da árvore, nas cidades sobretudo, com a sua faceta de inverno (identificar caldeiras vazias e árvores de crescimento distorcido). Também contrariar o abate evitável e a poda drástica podem entrar neste âmbito.

Fora das cidades, estamos a tentar relançar em breve a campanha de apadrinhamento de Árvores Autóctones.

Veja aqui a campanha Irrigue – dar de beber às árvores.

b) 50 Espaços Verdes em Perigo e a Preservar

Esta campanha foi lançada pela Campo Aberto em 2006 e, em 2008, tinha conseguido, de entre 113 propostas, selecionar 50 espaços verdes, públicos ou privados, nos 9 concelhos que então formavam a Área Metropolitana do Porto (atualmente são 17), como ameaçados e de preservação mais urgente.

Com vista à publicação em livro dos resultados obtidos, estamos a convidar os cidadãos a visitarem alguns desses locais e verificarem eventuais mudanças entretanto neles ocorridas. Participe também! Entretanto, seria oportuno fazer reviver a fase então prevista da campanha que apenas ficou esboçada: mobilizar os cidadãos, os habitantes da freguesia e do concelho em que cada espaço está inserido, para intervir a favor da sua preservação e eventualmente restauro e melhoria, quando ainda possíveis.

Veja aqui: Atualizar informação 50 espaços. E aqui: Revisitar 50 Espaços.

E agora as campanhas que a Campo Aberto apoia e partilha duradoura ou permanentemente com outras organizações:

c) Transgénicos Fora

Proteção dos consumidores e do ambiente face aos potenciais perigos dos alimentos geneticamente modificados.

Veja aqui (volte dentro de dias, pode estar em manutenção): Plataforma Transgénicos Fora.

d) Campanha Sementes Livres

A favor da liberdade de os agricultores semearam e trocarem as sementes por eles próprios produzidas, que lhes é coartada por determinados dispositivos legais e pela pressão das grandes empresas sementeiras, com destaque para as que produzem sementes transgénicas. A favor da biodiversidade agrícola e das variedades tradicionais, com os olhos postos num futuro de uma agricultura realmente sustentável e benéfica para o ambiente e para a saúde humana – coisas que estão ausentes de grande parte da atual agricultura convencional hiper-industrializada.

Veja aqui: Campanha Sementes Livres. (Pode encontrar texto indecifrável em fundo rosa. Procure texto em fundo branco.)

e) Autarquias livres de herbicidas

O uso de herbicidas em espaços públicos pelas autarquias, e em especial do glifosato (herbicida fortemente relacionado com a produção de transgénicos), como método de erradicação de ervas da berma dos caminhos e em outros locais, é uma agressão à qualidade do ambiente, em especial das águas e dos solos. Persuadir as autarquias a aderirem ao manifesto «Autarquias Livres de Herbicidas» é o objetivo. Ajude esta campanha, intervindo junto do seu município e freguesia e de outros municípios e freguesias.

Veja aqui: Autarquias livres de glifosato e herbicidas. E aqui também: Primeiras autarquias aderentes.

ALGUNS PORMENORES SOBRE A FEIRINHA E O QUE NELA PODE ENCONTRAR

(Mais informação dentro de poucos dias. Volte a visitar-nos. Obrigado.)

Cartaz-Vitória

T-Shirts

Algo esquecidas durante alguns anos na associação, depois de terem sido vendidas as que se mandaram estampar, as camisetas agora à venda encontram-se em perfeito estado. Alguns tamanhos para adultos e para crianças e algumas cores. A ver no local.

Para já, vão aqui ficar as indicações gerais. São de algodão biológico de elevada qualidade, estão a ser vendidas na Feirinha a preços de liquidação total (oportunidade a aproveitar), e existem três tamanhos para adulto e vários para crianças e adolescentes. Não há todos os tamanhos. Em três ou quatro cores.

E pode ver aqui a seriedade do trabalho da Living Crafts e o preço normal dos seus produtos.

Preço de liquidação! 1 t-shirt, €4,00; 2 t-shirts, €7,50; 3-tshirts, €10,00.

Alguns livros

Um Porto de Árvores
Uma excelente oferta de baixo custo e grande qualidade para familiares ou amigos e conhecidos, este pequeno livro em segunda edição permite descobrir e redescobrir um Porto mais fascinante graças às suas valiosas árvores.

Na Feirinha, custa para sócios €6,00 por exemplar (habitualmente, €10,00), o que representa metade do preço de catálogo, e, para não sócios, €8,00 por exemplar (habitualmente, €12,00).

Pensar como uma Montanha
Aldo Leopoldo

O grande clássico da filosofia ambiental, da Ética da Terra ou ética ambiental. Durante a Feira do Livro do Porto, os raros exemplares ainda existentes foram vendidos. Se já antes era difícil encontrar esse livro, ficou totalmente esgotado. O editor procedeu entretanto à impressão de mais 100 exemplares, tendo a Campo Aberto acesso, atualmente, a cerca de 20 exemplares. Porque o livro foi lançado há cerca de 8 anos e os custos de impressão subiram entretanto, o seu preço de venda ao público passou para €20,00 (em vez de €18,00). Os sócios, no entanto, poderão adquiri-lo na Feirinha ainda por €18,00, os não sócios por €20,00. Note-se que, uma vez esgotados os 100 exemplares referidos acima, o editor dispõe da possibilidade de reimprimir apenas mais 100 exemplares, ficando com isso inteiramente e definitivamente esgotado (pelo menos nesse editor, que o não voltará a reimprimir nem editar, sendo que não é provável que outro editor em Portugal o venha a fazer tão cedo).

Árvores do Parque Nacional Peneda-Gerês
Miguel Dantas da Gama
PVP: €27,00 Na Feirinha: €25,00

Uma longa caminhada com as Águias-Reais do Parque Nacional  Peneda-Gerês
Miguel Dantas da Gama
PVP: €35.00 Na Feirinha: €28,00

Secções na Feirinha
Livros para Crianças e Adolescentes

O Mistério da Torre Verde, Elli Paionidou, na feira €6,00 (preço de catálogo era €10,00)
para crianças dos 9 aos 13 anos, uma 
apaixonante história detetivesca em que os heróis são crianças
em defesa do verde fazendo frente à especulação imobiliária, autora cipriota premiada, traduzido do grego moderno

Estrela Voadora, Úrsula Wölfel, na feira €6,00 (preço de catálogo era €10,00)
para crianças dos 6 aos 9 (para ouvir ler ou para lerem elas próprias); dois rapazinhos índios, Estrela Voadora
e Pássaro-da-Erva, vão em busca do Homem Branco tentar convencê-lo a não matar mais búfalos
pois é deles que depende a sobrevivência da sua tribo, autora alemã 
prezadíssima

A Menina do Alto Mar e outros contos, Jules Spervielle, na feira €6,00 (preço de catálogo era €10,00)
a partir dos 13 anos, mas também para adultos

A Menina Terra e Outras Histórias, Silvia Montarroios, desenhos Gonçalo Cabral, na feira €2,50
a partir dos 8 anos, histórias de sensibilização à natureza e divertidas ou poéticas, belas ilustrações para colorir

Salada de Flores, Fernanda Botelho, ilustrações Sara Simões, na feira €10,50 (preço de catálogo €12,00)
para crianças a partir dos 8 anos

Hortas Aromáticas, Fernanda Botelho, ilustrações Sara Simões, na feira €10,50 (preço de catálogo €12,00)
para crianças a partir dos 8 anos 

Sementes à Solta, Fernanda Botelho, ilustrações Sara Simões, na feira €10,50 (preço de catálogo €12,00)
para crianças a partir dos 8 anos

O Crepúsculo dos Elfos, Jean-Louis Fetjaine, exemplar único em segunda mão, €1,00
a partir dos 13 anos (e também para adultos), histórias de encanto de tempos muito antigos,
anteriores ao dos cavaleiros da Távola Redonda

Livros e Vídeo Ecoagricultura, Alimentação, Ruralidade

Vídeo Aldeia das Amoreiras Sustentável: sócios €12,00; não sócios, €15,00
vários documentários sobre a vida rural numa aldeia alentejana onde decorre um interessante projetO
de sustentabilidade ambiemtal, social e económica

Organismos Geneticamente Modificados, Alexandra Azevedo: €2,00
uma síntese em 42 páginas sobre os problemas que levanta a engenharia genética na 
agricultura

Os legumes lactofermentados «picles»: €2,00
pequena brochura de valor intrínseco pelo tema e de valor histórico pois foi realizada no início dos movimentos
portugueses pela alimentação saudável ecológica e pela agricultura não agressiva do ambiente

Introdução à agricultura natural: €1,00
pequena brochura de valor intrínseco pelo tema e de valor histórico pois foi realizada no início dos movimentos
portugueses pela alimentação saudável ecológica e pela agricultura não agressiva do ambiente

Receitas Justas: €2,00
Delícias dos voluntários do comércio justo e não só… várias de chocolate e mel. De lamber os beiços…

Receitas com Castanhas: €5,00
que melhor iguaria portuguesa que aquela que remonta aos tempos dos lusitanos?

Plantas Medicinais, Fernanda Botelho, na feira  €9,00, preço de catálogo, €10,00
ervas silvestres e flores comestíveis, com fotografias identificativas

As Plantas e a Saúde, Fernanda Botelho, na feira €6,00, preço de catálogo €7,00
guia prático de remédios caseiros, com belas ilustrações

O Gorgulho: grupo de seis números desta revista: €5,00
publicados pela associação Colher para Semear – Rede portuguesa de variedades tradicionais
com vista a enriquecer a biodiversidade na agricultura

Livros Porto e Árvores

Um Porto de Árvores, Paulo Ventura Araújo, Maria Pires de Carvalho e Manuela Delgado Leão Ramos: sócios €6,00 (habitualmente €10,00), não sócios, €8,00 (habitualmente €12,00)
um pequeno livro com belas fotografias, de excelente concepção e execução gráfica (Helena Marques design), ideal como oferta de preço moderado para familiares, amigos e conhecidos

Reflectir o Porto e a Região Metropolitana do Porto: sócios €3,00, não sócios €5,00
recolha de textos, pareceres, comunicados, conferências de imprensa e semelhantes, relativos aos primeiros cinco anos da Campo Aberto (e alguns em colaboração com outras associações), com análises, propostas e sugestões para uma cidade e uma área metropolitana mais em harmonia com a natureza e mais favorável à vida saudável dos seus habitantes

À sombra de árvores com histórica (um único exemplar!),  Paulo Ventura Araújo, Maria Pires de Carvalho e Manuela Delgado Leão Ramos: raro, €17.50 (preço de catálogo)
um livro que marcou época na consciência da cidade face ao seu património arbóreo e que se mantém atualíssimo

Publicações Sustentabilidade, Energia, Ambiente

Pacotes de 3 números de La Revue Durable: cada pacote €15,00 (valor de catálogo: €30,00).
a melhor revista generalista sobre sustentabilidade para não especialistas; editada na Suíça em língua francesa.
Temas: conjunto 1: urbanismo sustentável e ecobairros; conjunto 2: elogio da biodiversidade; um mundo mais ecológico em marcha; conjunto 3: economia solidária e ecológica; finanças e Planeta Terra; ecologia na Europa e o caso particular da Polónia; conjunto 4: bairros urbanos sustentáveis; sustentabilidade dez anos em revista; ecologia na Europa e o caso particular da Polónia.

Ecoaldeias – novas fronteiras para a sustentabilidade, Jonathan Dawson: €6.00 (preço de catálogo €10,00)
as ecoaldeias são iniciativas comunitárias voltadas para a viabilização de um futuro sustentável e de uma vida enriquecedora em harmonia com a sociedade e a natureza e com vista à maior qualidade dos estabelecimentos humanos; este livrinho constitui uma síntese brilhante que dá uma ideia precisa e ampla desse movimento mundial 

Ecologia da Saúde, Robin Stott: €4,00 (preço de catálogo €10,00)
o autor analisa a situação da saúde humana e suas relações com o ambiente natural e social, e defende o modelo do sistema  nacional de saúde (que nasceu no Reino Unido) mas ao mesmo tempo mostrando como ele se tornou afinal um sistema nacional da doença, e como superar esse e outros estrangulamentos que ameaçam o sistema

Transformar a economia – desafio para o Terceiro Milénio, James Robertson: €6,00 (preço de catálogo €10,00)
toda a gente já percebeu que a economia atual é um desastre… económico! e um desastre para o ambiente natural e para o bem-estar social; difícil é sair dela e criar outra que supere tais limitações; este livro é um contributo precioso e um incentivo para procurar outras soluções, do lado da economia alternativa, ecológica, social, solidária, cooperativa

A Maldição das Bruxas de Ferrel, Mariano Calado: €3,00 (preço de catálogo €10,00)
Ferrel, uma aldeia do concelho de Peniche, estava em 1975 destinada a ser o local para a construção da primeira central nuclear portuguesa; a população ergueu-se em peso contra esse projeto, o movimento antinuclear português nascente apoiou-a, e tal projeto viria a cair no cesto das ideias tolas descartadas; o autor faz dessa história um romance que se lê avidamente mas onde os factos são verídicos e bem apoiados embora com simplicidade em conceitos científicos e técnicos sólidos; ainda hoje útil para compreender a problemática das energias alternativas face às energias convencionais pesadas e agressivas 

Com valor intrínseco e histórico, nos primórdios do movimento ecoambiental português, e dentro de uma coleção de livros que foi a primeira em Portugal inteiramente dedicada à problemática ecoambiental:

Inteligência ou subserviência nacional? J.J. Delgado Domingos, 2 volumes inseparáveis, €10,00
estes livros são de autoria do Professor José Joaquim Delgado Domingos, professor catedrático do Instituto Superior Técnico, recentemente falecido, que, desde os anos 1970, se destacou em Portugal no impulso dado às energias renováveis e na oposição tenaz à energia nuclear. Embora nalguns pormenores os dados que incluem estejam marcados pelo momento em que os textos foram escritos, não envelheceram em nada o enquadramento teórico, científico e técnico e as ilações práticas dele 
retiradas. O I volume trata a crise do ambiente, a crise de energia, a crise da sociedade, e as alternativas. O II volume intitula-se O Absurdo de uma Opção Nuclear, e só tem vindo a ser confirmado pelos factos. nele se desmontam muitas falácias e falsas boas ideias que ainda teimam em circular sobre esta forma de produção energética. O I volume existe igualmente sem o segundo, e custa nesse caso £5,00.

O Átomo e a História; o terror atómico, de Hiroxima às centrais nucleares, Pierre Pizon, €10,00.
Livro hoje raro e muito difícil de encontrar, a Campo Aberto dispõe apenas de dois exemplares. Nele se pode compreender por que razão a bomba atómica (o chamado átomo militar) mantém estreitas relações com as centrais civis de produção de energia elétrica (o supostamente considerado átomo civil e pacífico). O enquadramento de histórica geral do século XX e o enquadramento técnico e científico são neste livro de grande profundidade.

Não à industrialização selvagem; vários autores, €5,00
Vários ensaios sobre a problemática ecológica nos anos 1970, alguns que conservam um valor intrínseco notável (Desenvolvimento com baixo consumo energético, A crise ecológica, a sociedade industrial contemporânea e alternativas para o terceiro mundo, por exemplo) e outros com elevado interesse histórico (por exemplo, Somos todos moradores de Ferrel, A Farsa do Átomo Pacífico, Luta Ecológica, etc).

Tecnologia de aldeia, tecnologia do futuro, E. F. Schumacher, Robin Clarke, e outros, €5,00
Neste livro apresenta-se o conceito de «tecnologia intermédia ou adequada», criado por E. F. Schumacher, autor do celebérrimo livro Small is beautiful. Se a grande tecnologia seguiu outro caminho que não este, os problemas a que esta respondia continuam em muitos locais e países à espera de soluções simples, de baixo custo e democráticas como as que aqui se apresentam. O interesse histórico deste livro é evidente mas não é menos importante como inspiração para o desenlace de dificuldades ainda hoje persistentes.

Gás Metano, Ram Bux Singh,L. John Fry, e outros, €1,00
O gás metano ou biogás em pequenas unidades instaladas em explorações agrícolas associadas a pecuária seriam uma solução elegante para dois problemas: como libertar-se de resíduos como os excrementos animais que poderiam apresentar riscos de higiene local e ao mesmo tempo como criar uma fonte auxiliar de produção de energia. Hoje, esta tecnologia simples e 
despretensiosa tem uma terceira vantagem: sendo o gás metano derivado da pecuária intensiva um dos gases que mais contribuem para o efeito de estufa e para o aquecimento global, a existência generalizada destas unidades traria grandes vantagens. Mas para isso seria necessário travar e reverter o abandono da agricultura, o que seria uma quarta e grande vantagem.

Passos simples para a sustentabilidade, Projecto Ecocidadania – Cidadania Ecológica, Fundação Solidários, €2,50
A água, a agricultura biológica, a eficiência energética, a compostagem, as fossas sépticas, as fitoetares, são alguns dos temas tratados neste livrinho, com grande clareza e muito sucintamente mas deixando cada ponto bem esclarecido. É uma iniciativa da Fundação Solidários, sediada em Couto de Esteves, Sever do Vouga.

Postais
Cada grupo de seis postais do Porto de meados do século XX: €1,50
Cada grupo de oito postais Portugal Desaparecido: €1,50 (conjuntos diferentes: Porto e Douro; Minho; Centro e Alentejo)
os postais do Porto de há 60 ou 70 anos atrás são fotografias normais de postal ilustrado e documentam aspetos da cidade entretanto em geral alterados. Os postais Portugal Desaparecido são pinturas a cor feitas a partir de fotografias a preto e branco, de um Portugal rural ora realista ora algo folclorizado (trajes), mas sempre a recordar a sua beleza e riqueza etnográfica.

Pequenos objetos
para pequenas lembranças (a lista completa e respetivos preços pode consultar-se no local da feirinha), de €0,10 a €3,00
Passe-partouts, molduras, molduras com gravuras (Picasso, Cézanne, Gauguin)
Postais criativos com envelope, postais por unidade, agenda bloco notas
Ninho de cortiça para pássaros, polvo de lã decorativo, porta-moeda de croché, saquinho de cheiro de alfazema
Ímãs com o logotipo da Campo Aberto para frigoríficos  e outras aplicações

 

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Notícias

Deixar comentário