• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Energia_Solar_passivaQuando?

Quarta-feira, 8 de maio, às 21:15.

O quê?

Uma conferência e debate sobre arquitetura e energia, com relevo para as questões relacionadas com a arquitetura solar passiva.

Com quem?

Com o Arq. Francisco Moita*, autor do livro Arquitectura Solar Passiva.

Este livro estará disponível para os interessados a um preço 6 euros inferior ao preço normal de venda ao público (redução de 20%).

Onde?

Na sede de trabalho da Campo Aberto (Rua de Sta Catarina, 730-2.º, Porto).

Como inscrever-se?

Até sexta, 3 de maio às 24:00, através do email: enermaio8.ca@gmail.com

Pode inscrever no mesmo email várias pessoas desde que anuentes. Indicar nome, email e telefone de cada pessoa inscrita. Enviar no mesmo email comprovativo do pagamento (ver abaixo) de todas as pessoas inscritas. O pagamento pode ser feito em bloco para o conjunto dos inscritos num só comprovativo. Veja abaixo o caso especial dos sócios, incluindo os que se tornam sócios em simultâneo à inscrição nesta tertúlia.

Custo

– sócios da Campo Aberto (incluindo quem se inscreva como sócio simultaneamente à inscrição na tertúlia): €1,00, entregue à entrada (mas a inscrição como sócio, se for o caso, deverá ser feita antecipadamente, acompanhada de comprovativo de transferência para pagamento de joia e primeira quota anual. Veja: http://www.campoaberto.pt/junta-te-a-nos/)

– não sócios: €4,00 pagos antecipadamente por transferência ou de outra forma, devendo o comprovativo ser enviado no mesmo email que serve de inscrição.

As receitas obtidas destinam-se a contribuir para as despesas da tertúlia e da organização.

Para realizar o pagamento, efetuar uma transferência para o NIB 0035 0730 0003 5756103 54

No descritivo, indique: enermaio8.ca

Enviar comprovativo para o mesmo email utilizado para a inscrição: enermaio8.ca@gmail.com

 

* Francisco Filipe de Oliveira Moita concluiu o curso de Arquitectura (Dipl. Ing. Architekt) na Universidade de Stuttgart – RFA em 1976, onde exerceu actividade profissional até 1978, tendo-se especializado no domínio da Arquitectura Bioclimáticae Energeticamente Eficiente.
Exerceu a actividade de docente na Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa nas cadeiras de Planeamento Urbano e de Projecto de Arquitectura de 1978 até 1992.
Ao longo das três últimas décadas tem sido um divulgador da arquitectura Solar Passiva e da Eficiência Energética nos Edifícios, através da realização de vários artigos técnicos e de diversas conferências e cursos de formação sobre estas matérias.
Tem desenvolvido a actividade de arquitecto, aplicando sempre os princípios da utilização passiva da energia solar e da eficiência energética em diversos edifícios.
Autor do livro Energia Solar Passiva, um livro que demonstra como a Natureza, neste caso o Sol, a principal fonte de energia da Terra, pode ajudar a reduzir as necessidades energéticas dos edifícios, permitindo o pleno desempenho das suas múltiplas funções. São explicados os processos térmicos nos edifícios e as regras a aplicar na sua construção, visando uma arquitectura ambientalmente mais responsável e racional.
A primeira edição de Energia Solar Passiva  aconteceu em 1987 e esgotou logo após o seu lançamento. A 2.ª edição, revista e actualizada, em Dezembro de 2010, teve o patrocínio da Direcção-Geral de Energia e Geologia.
Esta palestra será uma excelente oportunidade de reflexão e debate sobre um tema de grande relevância pela importância dos edifícios na utilização de energia (29% do total de energia final e 62% da energia eléctrica, fonte DGEG, Balanço Energético 2011) e pela crescente preocupação sobre o desempenho energético dos edifícios reflectida na Directiva 2010/31/EU (revisão EPBD de 2002), que perspectiva a construção de novos edifícios com “necessidades de energia quase zero“.
Nota: dois documentos do lançamento da 2.ª edição no LNEC em 27-01-2011:
Imprimir esta página Imprimir esta página

Um comentário até agora.

Deixar comentário