• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Escola Superior de Biotecnologia, integrada no Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa, em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, organiza a GLOCAL 2011 – III Conferência Internacional de Agenda 21 e Sustentabilidade Local nos dias 29 e 30 de novembro de 2011 na Casa das Histórias Paula Rego (Cascais).

A GLOCAL 2011 – com o mote Pensar Global, Agir Local – vai mostrar o que está a acontecer de mais inovador e criativo para melhorar a qualidade de vida nas nossas aldeias, vilas e cidades, sem esquecer o contexto de crise.

Estão já confirmados mais de 30 oradores. Destaca-se a presença de coordenadores de vários projetos internacionais, como o Movimento Cidades pela Retoma, Human Cities Network, European Green Capital e Sustainable Lifestyles 2050. A conferência contará com a presença do Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território, Pedro Afonso de Paulo, e do Embaixador do Brasil, Mário Vilalva.

Planeamento sustentável e democracia participativa, apropriação do espaço público pelos cidadãos, cidades culturalmente inclusivas, estilos de vida sustentáveis, comunicação responsável, economia verde, biodiversidade e engenharia natural, empreendedorismo e desenvolvimento local, hortas comunitárias e espaços verdes urbanos, energia e mobilidade, construção sustentável e compras públicas ecológicas… são alguns dos “pratos fortes” desta edição.

Os participantes, técnicos de autarquias, investigadores, consultores e ativistas, irão explorar soluções e práticas inovadoras em dois dias de apresentações em plenário, workshops, debates e visitas.

Haverá a oportunidade para conhecer iniciativas como o FMI – Fundo de Mindelo para a Inovação, o Eco2Seia – Low Carbon City, as hortas comunitárias de Cascais ou o Condomínio da Terra, proposta que Portugal levará ao Rio+20.

Tendo em conta o momento de crise, o custo de inscrição na conferência foi reduzido ao mínimo: apenas 20€ para os estudantes e 40€ para os restantes.

Mais informações: www.agenda21local.info (inscrições, apresentação detalhada do programa e oradores)

—————-

A Escola Superior de Biotecnologia tem contribuído para as múltiplas dimensões da sustentabilidade local, regional e global através de iniciativas integradas de formação, investigação e desenvolvimento. Na sua área de intervenção destacam-se as Estratégias Locais de Sustentabilidade e a Agenda 21 Local, tendo já colaborado com cerca de 50 municípios na sua implementação. É responsável pelo Portal Nacional da Agenda 21 Local. Em 2009 estabeleceu um protocolo com a Câmara Municipal de Cascais para promoção local, nacional e internacional da Agenda 21 Local.

O projeto Agenda 21 Local nasceu em 1992 na Conferência da Terra, realizada no Rio de Janeiro e promovida pelas Nações Unidas (no próximo ano irá decorrer a conferência mundial Rio+20). Trata-se de um processo no qual as autoridades locais trabalham com a restante comunidade na elaboração de uma estratégia conjunta e na aplicação de ações com vista à melhoria da qualidade de vida ao nível local. Procura unir a proteção do ambiente com o desenvolvimento económico e com a coesão social. Em Portugal existem 167 comunidades que adotaram Agendas 21 Locais.

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Notícias

Deixar comentário