• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

A Campo Aberto convida para esta curiosa tertúlia sobre um conceito que vem ganhando expansão mundial e que recolhe em Portugal um interesse crescente.

Quando?
Quarta, 4 de maio, às 21:20.

Entrada livre e gratuita. Convida-se no entanto a uma participação nas despesas da associação, voluntária e fixada pelo próprio, a entregar à entrada na mesa de publicações. Sugere-se a título indicativo 2 euros por pessoa, que serão retribuídos com a oferta de um exemplar do último número da revista Ar Livre, editada pela Campo Aberto. Os sócios, que receberam já a revista gratuitamente, poderão optar por outras publicações.

Onde?
Na sede da Campo Aberto – associação de defesa do ambiente (Rua de Santa Catarina, 730 – 2.º andar, no Porto; quase a chegar a Gonçalo Cristóvão).

Com Quem?
Manuel São Simão, sócio-gerente da empresa Plasticum (sede na Maia), que vem desenvolvendo o projecto Telhados Verdes Plasticum.

O quê?
No espaço de um telhado, normalmente imobilizado para algo que não seja a sua função primordial de proteger uma casa dos elementos exteriores, é possível muito mais: cultivar plantas, para fins ornamentais ou alimentares, com elas reter carbono contribuindo assim para a luta contra as alterações climáticas, filtrar e reter água da chuva, melhorar o isolamento térmico dos edifícios e recuperar para a cidade áreas verdes que a tornarão ambientalmente mais amigável.

Nesta apresentação, os participantes serão desafiados a colaborar na definição de uma estratégia de conquista de «território», propondo-se uma abordagem nacional de estudo e desenvolvimento de Telhados Verdes em Portugal. É tempo de deixarmos de importar aquilo que podemos produzir.

Contrariamente às soluções «enlatadas», as Telhas Verdes deste projeto com sede na Maia constituem uma solução ao alcance de todos.

Será apresentado um «case study» de uma instalação-piloto no telhado do ginásio da Escola S. João de Loure (Aveiro), cuja inauguração se prevê para breve.

Lançamento de repto para a criação de Departamentos de Telhados Verdes junto de instituições e associações de ambiente.

Um dia, no futuro, Portugal estará coberto por Telhados Verdes, quem sabe?

No final, os participantes receberão uma «recordação» para prosseguirem os seus estudos de Telhados Verdes.

 

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Eventos & Visitas

2 comentários até agora.

  1. Manuel Giesteira diz:

    Quero e vou participar. Sou Gerente de uma pequena empresa de Paisagismo (Maia)e considero o tema da maior impotância, principalmente pela falta de produtos e Know-How nacionais. Mas o maior problema estará ao nível da sensabilidade (ausencia dela…) dos nossos arquitectos e projectistas!
    Quero saber mais da vossa associação que, lamentàvelmente, desconhecia. Obrigado e parabéns pela iniciativa.
    Manuel Giesteira

  2. vitorsilva diz:

    Obrigado pelo contacto.
    Pode encontrar mais informações sobre as actividades da campo aberto neste site.
    Sugerimos nomeadamente a consulta da página http://www.campoaberto.pt/campoaberto/ onde poderá ficar com uma ideia mais detalhada do que é a associação e as suas actividades desde que iniciou em 2000

Deixar comentário