• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Dia 24 de Março, pelas 21:30, no Clube Literário do Porto (Rua Nova da Alfândega, 22 – à Ribeira)

A história do último rio selvagem Português, que, apesar dos valores naturais e patrimoniais que possui, foi barbaramente destruído por mais uma barragem.

Assista à exibição de um documentário de grande qualidade. No final participe ainda um debate com Arminda Deusdado (produtora e directora da Farol de Ideias, responsável pelo documentário), e com José Teixeira, da plataforma Sabor Livre.

Dados:
Produção: Farol de Ideias
Realização: Arminda Sousa Deusdado
Reportagem e Guião: Ivo Costa
Direcção de Imagem: Sérgio Morgado
Edição: Joana Deusdado

Texto publicado na página da Farol de Ideias:

Portugal prepara-se para perder o último troço de vida selvagem. Depois de milhões de anos a traçar o percurso até ao Douro, o rio Sabor, em Trás-os-Montes, fica refém da estratégia energética do pais. A construção da Barragem do Baixo Sabor (em alternativa ao Baixo Côa) vai inundar milhares de espécies, muitas delas protegidas. A albufeira vai atingir quatro municípios e guardar água suficiente para encher mais de 600 estádios de futebol. Em 2013 nada será como antes e os 40 kms da albufeira a ser criada, e amparada por um muro com mais de 120 metros, apaga as memórias de uma região ligada à terra que a sustentou durante muitas décadas. A nível natural há espécies endémicas que não poderão ser recuperadas e tudo aponta para que o espelho de água que aí vem não poderá ter aproveitamento turístico. A nível energético passa a ser possível retirar água do Rio Douro e guardá-la a montante no Sabor para ser usada sempre que a pressão na rede eléctrica justificar. O rio vai muitas vezes correr ao contrario, mas à mercê do que a EDP entende ser um armazenamento estratégico de água. Durante mais de um ano todos os passos deste processo foram registados.

O documentário também está disponível online.

 

Imprimir esta página Imprimir esta página

Deixar comentário