• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

17 de Março, Quarta-feira, pelas 18h

Sede da Campo Aberto

Venha ouvir e debater este tema com o nosso convidado Carlos Frescata, doutorado em engenharia agronómica e sócio-gerente da empresa Biosani (http://www.biosani.com/)

Entrada livre (sugere-se aos participantes um pequeno contributo para despesas com o evento, a deixar na mesa de entrada, a partir de €1,00).

Embora o ruído mediático quase o ignore e tenda a ocultá-lo, o nosso próximo futuro como povo depende da revalorização da agricultura e dos agricultores e da prática da produção local de alimentos por formas sustentáveis, ou seja, que não prejudiquem o ambiente, os solos, os cursos de água, e que não dependam totalmente de formas esgotáveis e poluentes de energia como são os combustíveis fósseis.

A tertúlia agora promovida pelo Grupo Cidade-Campo, da associação Campo Aberto, tem por tema Protecção Integrada e Agricultura Sustentável, assunto da maior relevância para tornar a agricultura menos dependente do uso intenso de pesticidas que, como se sabe, levantam sérios problemas de saúde pública e profissional (dos próprios agricultores que os manuseiam), agridem o ambiente e podem prejudicar a qualidade dos alimentos produzidos.

Mais alguns dados sobre o Eng. Agr. Carlos Frescata (informação mais completa em http://www.carlosfrescata.com/):

  • Doutoramento em Engenharia Agronómica, pelo Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa, em 2001, com uma dissertação, realizada na Secção de Protecção Integrada, intitulada: “Limitação de Pragas em Agricultura Biológica: um Modelo Necessário”.
  • Componente Escolar do Mestrado em Protecção Integrada, no Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa, em 1991/2.
  • Licenciatura em Engenharia Agrícola ramo de Extensão Rural, pela Universidade de Évora; concluiu a componente escolar em 1986, terminou e apresentou o TFC em 1989, o qual foi aprovado em Fevereiro de 1990.

Autor de:

  • Frescata, C. M. O. (2001) – Limitação de Pragas em Agricultura Biológica: um Modelo Necessário. Dissertação de Doutoramento em Engenharia Agronómica, Instituto Superior de Agronomia – Universidade Técnica de Lisboa, 265 pp.
  • Frescata, C. M. O.(1989) – Análise da Edição de uma Revista Sobre o Mundo Rural na Era Pós-Industrial. Relatório do Trabalho de Fim de Curso de Engenharia Agrícola Ramo Extensão Rural, Universidade de Évora, 174 pp.
  • Frescata, C. (2008) – A China Obriga-nos a Mudar: uma chave para a eco-globalização. Esfera do Caos, Lisboa, 110 pp. (http://www.esferadocaos.pt/catalogo_detalhe_novos_rumos58.html)
  • Frescata, C. (2007) (Ed.) – Green China 2007-2008. Biosani, Palmela, 204 pp. (http://book.greenchina.eu)
  • Frescata, C. (2004) – Limitação de Pragas Sem Luta Química. Publicações Europa-América, Mem Martins, 170 pp. (http://proteccaointegrada.biosani.com/defaultArticleViewOne.asp?lId=1&categoryID=357&articleID=301)
Imprimir esta página Imprimir esta página

Deixar comentário