• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Veja o site da Campo Aberto:
http://www.campoaberto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
contacto@campoaberto.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Quinta-feira, 04 de Setembro de 2008

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Noites de copos na Baixa já incomodam moradores

Ainda há moradores na Baixa do Porto. E a agitação nocturna que tomou conta das ruas na zona dos Clérigos está a motivar protestos. Centenas de pessoas bebem e ocupam as artérias madrugada dentro. Há barulho até de manhã.

“Sempre defendemos que a revitalização da Baixa passa pela animação, mas é preciso haver regras”, admitiu António Fonseca, presidente da Associação de bares da Zona Histórica (ABZHP), que convidou todos os empresários daquela zona para uma reunião, na próxima semana, com o objectivo de debater o problema.

Na Rua de Galeria de Paris a multidão não fica dentro dos bares. É no exterior que se concentram centenas de pessoas, entupindo a artéria. Há balcões na rua a vender bebidas e o barulho prolonga-se pela noite dentro. Há até quem feche os espaços às quatro da manhã e continue a vender bebidas para o exterior. Os despojos da animação sujam a rua. As queixas já chegaram à ABZHP. Que também recebeu protestos de moradores da Rua do Conde Vizela: “Não são respeitadas as regras de higiene pública por parte de muitos indivíduos, fazem ruído até altas horas da madrugada, destroem muitas vezes portas de acesso a estabelecimentos comerciais e a residências e estacionam em cima do passeio, destruindo os mecos”.

A animação começará a meio da semana e estende-se em crescendo até ao fim-de-semana. Fonseca reconhece os problemas e destaca a importância de encontrar uma solução, porque a contestação “pode levar à intervenção legítima das autoridades bem como das entidades públicas”.

“É fundamental perspectivar o futuro, sob pena de se colocar em causa a revitalização da Baixa pela via dos espaços de animação, bandeira que defendemos”, argumenta o líder da ABZHP. António Fonseca destaca que a coabitação entre bares e moradores é vital. “Não queremos que aconteça o que aconteceu na Ribeira, que sofreu um “ataque” há seis/sete anos, com o encerramento de estabelecimentos”, recorda.

Para a reunião foram convidados os empresários das ruas da Galeria de Paris, de Cândidos dos Reis, de Conde Vizela e de outras artérias ajdacentes. É ali, na zona dos Clérigos, que agora se concentra a movida do Porto, atraindo muitas centenas de pessoas.

António Fonseca reitera que a animação é importante, mas que é preciso haver regras. “Não pode reinar a anarquia”, sentencia. “O nosso receio é que a situação possa descambar”, acrescenta. Aliás, no passado fim-de-semana, mais um de grande confusão, a Polícia já terá andado a fazer uma espécie de reconhecimento na zona..

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=1008996

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário