• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Veja o site da Campo Aberto:
http://www.campoaberto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
recebem).

Peça informações:
contacto@campoaberto.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Porto: Bandas soltam notas de música à volta dos jardins

Ouvem-se notas de alegria nos coretos espalhados pelos jardins da
cidade. Até ao final do mês, cinco bandas de música entoam
sonoridades perdidas na memória dos tempos. Revivalismo e animação
descem à Invicta.

Já não há tantas filarmónicas como antigamente. E também menos gente
vem à rua ver a banda passar. Porém, estas escolas de música
espalhadas pelo país continuam a erguer a pauta dos afectos e animar
romarias, vilas, cidades. “As bandas de música tiveram e continuam a
ter um papel relevante na transmissão de conhecimentos e da cultura
musical”, recorda o historiador Hélder Pacheco, sem antes, elogiar a
iniciativa da PortoLazer que, a exemplo da Porto 2001, decidiu
promover uma curta série de concertos em tempo de veraneio. A saber:
jardins da Praça do Marquês de Pombal, João Chagas (à Cordoaria),
Marques de Oliveira (em S. Lázaro), Passeio Alegre (à Foz do Douro) e
Arca d` Água, na Praça Nove de Abril, em Paranhos, onde decorrem as
festividades a Nossa Senhora da Saúde.

Existem outras notas na pauta dos coretos. “Falta vida musical nestes
locais. Quando era mais novo dava uma voltinha pelo jardim e vinha,
aqui ao Marquês, ouvir as bandas da PSP e da GNR. Era uma delícia”,
conta Sebastião Silva, de 79 anos, reformado que, ao JN, recordou
com “nostalgia e saudade” as tardes passadas à sombra dos frondosos
plátanos.

Na Cordoaria, o jardim é atravessado por ferrugentos carris de
eléctrico – colocados em 2001 e até hoje sem terem servido para
qualquer serventia – , e notam-se sinais de abandono, uma
reabilitação paisagística levada a efeito em 2001 sem ter em conta o
espírito do lugar. Até o velho coreto foi deslocalizado diante do
Palácio da Justiça para junto da zona habitacional. “Os coretos são
espaços de simbolismo, intimidadas e as alamedas são os locais de
eleição para a audição de peças musicais. Levar este tipo de
estruturas de ferro para junto das casas foi um erro. Espero que a
Câmara do Porto corrija a situação e devolva ao jardim a
sumptuosidade do passado”, enfatiza Hélder Pacheco, historiador das
coisas do Porto.

No Passeio Alegre, um dos mais bonitos e elegantes jardins da cidade,
o escritor António Rebordão Navarro vive em frente e nem precisa de
sair de casa para escutar as melodias vindas do meio da
alameda. “Quando era criança, o meu pai leva-me a ouvir as bandas.
Noutros tempos, convivia-se mais. Agora, toda a gente finge a solidão
com a Internet”, alegou o autor de “A Praça de Liège”.

No jardim de S. Lázaro, o “passeio preferido dos portuenses” (e do
poeta Eugénio de Andrade), restam, apenas, algumas memórias,
homenagens ao paisagista Silva Porto e ao mestre Marques de Oliveira.
Mas em redor do coreto só alguns velhos por lá descansam. “Por vezes,
acontecem roubos”, ouve-se.

Na Arca d´Água, a música será outra depois da praça ter sido
transformada em “festa de aldeia”. No dia 30, a Banda Musical de
Gondomar irá “abrilhantar” a plateia e o coreto de betão armado terá
mais utilidade. Finda a animação de Verão, o palco vira jogo de
cartas para os idosos de Paranhos.

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=980475

==========================
2. Porto: Amanhã já há peixe no Bom Sucesso

O mercado do Bom Sucesso abriu, esta manhã, com as bancadas da venda
de peixe vazias, na sequência de uma inspecção da ASAE. A Câmara do
Porto anunciou que vai contestar a falta de condições de higiene
apontadas e que as peixeiras podem retomar a actividade terça-feira.

Depois de analisado o relatório da Autoridade de Segurança Alimentar
e Económica (ASAE), “os técnicos (da autarquia) dizem que o que o
documento refere não corresponde à realidade”, explicou o vereador
das Actividades Económicas da autarquia, Manuel Sampaio
Pimentel. “Vamos contestar as condições de higiene”, acrescentou.
Sampaio Pimentel anunciou ainda que as peixeiras do mercado poderão
retomar a actividade terça-feira, no piso superior do
estabelecimento.

Questionado pelos jornalistas se a autarquia iria avançar com as
obras necessárias para que as peixeiras retomem o seu posto de
trabalho, no piso inferior do Bom Sucesso, Sampaio Pimentel apenas
disse que “tudo está em aberto”. Lembrou, porém, que está a decorrer
um concurso público internacional para a concessão do Bom Sucesso.

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=980997

==========================
3. V.N. Gaia: Mais um hospital privado em 2010

Um hospital privado, um hotel e um instituto superior são as
valências do futuro Gaiart’s Plaza Centrum, que custará 80 milhões de
euros e dará emprego a 800 pessoas. 2010 é o ano apontado para a
inauguração.

Já arrancaram as obras de construção daquele que irá ser o futuro
Gaiart’s Plaza Centrum, em Vila Nova de Gaia. Trata-se de um
empreendimento que irá ficar situado entre o IC 23 e a VL8, muito
perto do GaiaShopping, e que, entre outras valências, contará com um
hospital privado, um hotel de quatro estrelas e, ao que tudo indica,
um instituto superior com cursos nas áreas da Saúde e do Turismo.
Prevê-se que o Gaiart’s Plaza Centrum, que representa um investimento
de cerca de 80 milhões de euros, possa abrir portas entre Maio e
Junho de 2010 e criar 800 postos de trabalho, entre directos e
indirectos.

O Gaiart’s Plaza Centrum, promovido pela empresa CONSFLY, será um
centro de serviços e de negócios com uma área bruta de 80 mil metros
quadrados e que será constituído por quatro edifícios em altura,
ligados entre si por um outro edifício estruturante de vocação
comercial e de lazer.

O maior dos edifícios será ocupado por mais uma unidade do Grupo
Trofa Saúde, neste caso, o Hospital Privado de Gaia. Duarte
Magalhães, director de Marketing do grupo, explicou, ao JN, que o
hospital, apesar de ir ter uma base generalista em termos de oferta,
terá como especialidades as áreas da Maternidade e da Estética, mais
propriamente a Cirurgia Plástica.

Outro edifício, segundo Guilherme Gomes, da CONSFLY, será constituído
por residências seniores, com ligação ao hospital, na medida em que
este irá fazer uma forte aposta no chamado turismo de saúde, até
porque vai ter também um “wellness center spa”. “Um dos nossos
objectivos passa por promover o Hospital Privado de Gaia,
nomeadamente em Espanha, Inglaterra, Irlanda e Escócia, enquanto o
que poderá ser parte de um pacote de férias. Imaginemos que uma
pessoa pretende fazer uma cirurgia maxilo-facial, por exemplo. Vem
para cá, na companhia de amigos ou familiares. Faz a operação e,
depois, juntar-se-á aos seus acompanhantes e gozará o resto das
férias em Portugal”, explicou Duarte Magalhães. Outra valência do
hospital será a possibilidade de, em casos mais complexos na
avaliação de diagnósticos, poder recorrer a alguns dos melhores
especialistas do Mundo nas áreas da Radiologia e Imagiologia, através
da telemedicina.

No que diz respeito ao edifício de vocação comercial, segundo
Guilherme Gomes, não será um shopping, mas um pequeno centro, com
lojas-âncora, nomeadamente um supermercado.

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila Nova deGaia&Option=Interior&content_id=980746

==========================
4. V.N. Gaia: Cidadómetro percorre concelho até final do mês

O Cidadómetro, um inovador projecto de educação ambiental, está
disponível, desde sexta-feira, no Cais de Gaia, numa iniciativa
especialmente vocacionada para as famílias que visa sensibilizar para
a adopção de comportamentos que preservem o ambiente.

“O Cidadómetro é um espaço itinerante de pequenas dimensões,
destinado maioritariamente às famílias, que, através de actividades
de exploração sensorial, adquirem ou treinam em conjunto competências
de cidadania”, salientou Alexandra Pericão, coordenadora da área de
Sensibilização e Educação Ambiental do Grupo SUMA.

No final do mês, a unidade móvel estará, entre 22 e 24, no Parque
Biológico de Gaia, deslocando-se depois para a praia do Areínho, em
Oliveira do Douro, onde estará disponível no dia 25. Tendo como
objectivo central a adopção e o treino de comportamentos de cidadania
activa, esta “unidade móvel de sensibilização” aborda temas como a
limpeza urbana, particularmente a remoção de dejectos caninos, e as
políticas de redução, reutilização e reciclagem de materiais. Ainda
na área ambiental, a Câmara de Gaia e o Grupo SUMA estão a realizar
uma campanha nas praias do concelho, subordinada ao tema ‘A lata de
quem polui morde mais do que um caranguejo’.

A iniciativa, que decorre até dia 30, tem como objectivo sensibilizar
dos banhistas para a limpeza das zonas balneares, inclui a
distribuição de material lúdico e utilitário. O Grupo SUMA desenvolve
actividades nas áreas da recolha de resíduos, limpeza urbana,
tratamento de resíduos, análises laboratoriais, entre outros.

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Vila Nova deGaia&Option=Interior&content_id=977715

==========================
==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de Notícias, do Público e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente
de outros jornais ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu
âmbito específico são as questões urbanísticas e ambientais do
Noroeste, basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à Associação Campo Aberto:
contacto@campoaberto.pt
telefax 229759592
Apartado 5052, 4018-001 Porto

Selecção hoje feita por Maria Carvalho

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário