• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Veja o site da Campo Aberto:
http://www.campoaberto.pt/

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que
é e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também
recebem).

Peça informações:
contacto@campoaberto.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Domingo, 20 de Abril de 2008

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações
indicadas.

==========================

1.Viajar ao mundo dos insectos sem sair de Gaia

O ambiente húmido quase nos transporta para uma floresta perdida no meio dos trópicos. Um espaço onde, a determinada altura, surgirá um animal mais assustador. Como a tarântula Golias ou o insecto-pau gigante. Ou até uma barata assobiadeira. Estas e outras espécies podem ser vistas no Insectário do Park & Zoo de Santo Inácio, em Avintes, Vila Nova de Gaia.

O Insectário foi criado há sete anos por Roberto Guedes e exibe cerca de meia centena de invertebrados. Desde a tarântula-de-joelhos- -vermelhos à euricanta e ao caracol gigante africano, entre outros. O Insectário preenche duas vertentes: a lúdica e a educativa. O espaço não só dá a conhecer espécies provenientes de todo o mundo, como, em simultêneo, procura ensinar às crianças o que são e como são os invertebrados. Sem esquecer o tema da preservação.

http://dn.sapo.pt/

======================

2. Junta de Freguesia de Arraiolos vai oferecer ecopontos domésticos a 1500 famílias

Medida pode ser vista como “um pontinho”, mas autarca considera que é assim que se defende o ambiente
Preservar a limpeza da vila branca de Arraiolos, sensibilizando a população para a recolha selectiva do lixo é um dos grandes objectivos da presidente da junta de freguesia, Isaura Serra. Neste sentido, vão ser entregues em 5 de Junho, no Dia Mundial do Ambiente, ecopontos domésticos para cerca de 1500 habitações.
“Eu penso que esta ideia vai ser muito bem acolhida pela população, até porque nas nossas aldeias as pessoas têm o hábito de varrer às portas, de limpar tudo, de pintar tudo todos os anos e, como tal, creio que a adesão vai ser boa”, afirmou a autarca. Os ecopontos domésticos, acrescentou, são uma forma de ajudar as pessoas a perceber que “não custa muito começar em casa a fazer a selecção do lixo e andar depois meia dúzia de metros e contribuir para a sustentabilidade do planeta”. Mesmo reconhecendo que Arraiolos, no planeta, “é um pontinho”, Isaura Serra salientou que todos devem colaborar para esta “causa ambiental”.
O município, explicou, fez um “grande investimento na colocação dos ecopontos”: “Em termos de rácio por habitante, Arraiolos tem até mais do que o que é previsto e, por isso, temos que cooperar com o mínimo que é escolher os lixos e depositá-los no sítio certo.”
A autarca alentejana não quis revelar valores, mas garantiu que vai ser “um grande projecto que acarretará um avultado investimento”, para que Arraiolos continue em primeiro lugar no parâmetro do ambiente e qualidade de vida do Indicador de Desenvolvimento Municipal. Este indicador, de acordo com o sítio na Internet do Guia de Portugal, é uma medida de referência que permite hierarquizar os 308 municípios portugueses em termos de desenvolvimento, tendo em conta critérios específicos e justificados.
As variáveis avaliadas são a cidadania, a capacidade de influenciar o exterior, o dinamismo económico, o ambiente e qualidade de vida, o potencial demográfico e os serviços de apoio às populações, no qual se destaca a presença de quatro concelhos alentejanos: Fronteira, Monforte, Alter do Chão e Crato.

http://www.publico.clix.pt/

==========================

3. País: Agricultura manda abater mais pinheiros

Face à detecção de exemplares de pinheiros bravos infectados com a denominada “Doença do pinheiro”, o Ministério da Agricultura decidiu avançar com a delimitação de uma nova zona afectada, abrangendo cerca de 6500 hectares dos concelhos de Arganil (freguesia de Sarzedo) e Lousã. Nestas zonas, sempre que sejam detectados exemplares infectados com o nemátodo da madeira, mesmo fora da zona afectada, os respectivos proprietários, usufrutuários e rendeiros serão notificados pela Direcção Geral de Recursos Florestais para abater as árvores. Têm apenas dez dias para o fazer.·
A doença do pinheiro foi pela primeira vez detectada em Portugal na Península de Setúbal, em 1999, tendo sido tomadas pela Administração Pública e pela União Europeia várias medidas para erradicar esta praga.

http://jn.sapo.pt/

==========================

4. Materiais das urnas funerárias estão a contaminar os solos

A preocupação pode parecer estranha mas começa numa constatação muito simples a falta de normas legais sobre o material a usar no fabrico de urnas está a transformar muitos cemitérios portugueses em bombas anti-ambiente. E em espaços sobrelotados de difícil gestão. Há alguns que já se vêem obrigados a reencaminhar corpos para outros espaços, o que deixa inclusivamente temer pela gestão de eventuais situações de catástrofe: como um hipotético surto de gripe derivado do vírus H5N1.

http://jn.sapo.pt/

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal
de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e
está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt

Selecção hoje feita por Celina Raposo

======================================

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@yahoogrupos.com.br

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para:
pned-subscribe@yahoogrupos.com.br e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é
“unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para:
pned-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a:
pned-owner@yahoogrupos.com.br

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das
suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode
consultar:

http://br.groups.yahoo.com/group/pned/

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário