• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

As cidades não podem ficar alheadas do problema das alterações climáticas. É
nas cidades que se gera a maior parte das emissões de gases de efeito de
estufa. É nas cidades que se consome a maior parte da energia. Também nas
cidades, a par da concentração de problemas e disfunções ambientais, reside
muita da capacidade de resposta a este problema global. Cabe­nos dar corpo
a essa resposta.

A Campo Aberto ­ Associação para a Defesa do Ambiente ­ pensa que a Área
Metropolitana do Porto deve encetar um esforço conjugado, integrado e
coerente para combater as suas emissões poluentes, e nessa tarefa cabe um
papel importante a cada um dos cidadãos.

Algumas entidades devem assumir a liderança deste esforço de criatividade e
acção: A Junta Metropolitana do Porto, dando prioridade política ao problema
e articulando soluções intermunicipais, elaborando um Plano específico,
faseado e com metas exequíveis; as Autarquias em cada um dos municípios,
adaptando e concretizando no seu contexto particular uma visão mais ampla e
regional; as empresas, dinamizando programas de eficiência e de boas
práticas ambientais; os sindicatos e organizações sociais e profissionais,
sensibilizando os seus membros e integrando este problema nas suas
preocupações; as instituições de carácter científico, e a Universidade,
cooperando na procura de soluções avançadas e sustentáveis que possam ser
aplicadas concretamente.

Para mais informações veja o documento completo

Imprimir esta página Imprimir esta página

Deixar comentário