- Campo Aberto - http://www.campoaberto.pt -

Passeio da Campo Aberto ao Parque Natural do Litoral Norte

Agradece-se divulgação junto dos seus familiares e amigos.

Sábado 7 de Julho, a Campo Aberto organiza novo percurso ao Parque Natural do Litoral Norte.

A visita será feita a pé ao longo de um percurso no parque, de cerca de 8 km, com um grau de dificuldade baixo e será guiada por técnicos do PNLN.

As inscrições são obrigatórias e limitadas!

O transporte será efectuado em viaturas particulares num regime de boleias partilhadas. Os custos serão divididos pelos ocupantes de cada automóvel.

A Campo Aberto solicita aos participantes uma contribuição de 5€ (sócios) ou 7€ (não sócios) para despesas de organização, logística e pagamento duma taxa que o Parque exige aos grupos de visitantes.

Leve calçado confortável. O almoço poderá ser pic-nic ou num restaurante em Ofir. Quem desejar almoçar no restaurante deve confirmar no acto de inscrição para que a reserva seja efectuada.

No acto da inscrição (ver contacto em baixo) indique o seu nome, tel., correio electrónico e se precisa ou pode disponibilizar boleia (e, neste caso, para quantas pessoas e a partir de onde).

Ponto de encontro:

Porto, às 8h: junto do Café Velasquez, na Praça Francisco Sá Carneiro

Contacto:

Hugo Cunha

hugocunha8@hotmail.com

Sobre o PNLN

O Parque Natural do Litoral Norte evoluiu da anteriormente denominada Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende. A sua área foi aumentada e prolongada pelo mar, constituindo nos dias de hoje um Parque Natural misto, terrestre e marinho.

Do monte de São Lourenço domina-se a faixa costeira entre a foz do Cávado e a Apúlia, um horizonte raso onde, durante muito tempo, as fainas do mar se confundiram com o trabalhar da terra. Parte destes areais do litoral minhoto foram colonizados graças ao sargaço colhido no mar e empregue como fertilizante do solo.

Escavando as areias e recolhendo algas, gerações de camponeses-recolectores trouxeram à agricultura terrenos dantes tidos por estéreis. Talhados “em masseira” ou “gamela” e descendo até bem próximo da toalha freática, neles se pratica, ainda hoje, a cultura de primores.

Na vizinhança destes campos, a linha de costa é feita de praias, de mar e de rio bem como cordões dunares e nela se inserem os pequenos estuários do Cávado e Neiva, ponto de passagem para peixes migradores, caso da lampreia e da enguia, e local de guarida de numerosas aves.

A faixa marítima contígua à Área Protegida, e numa largura de 2,5 milhas marítimas, também foi classificada a fim de preservar a diversidade marinha tanto mais por se tratar de uma zona em que a pesca artesanal tem uma expressão evidente.

Ao longo do percurso serão visitados uma interessante zona de carvalhal, a lagoa da Apúlia, sistemas dunares e agrícolas, bem como a zona do estuário do rio Neiva e o Sapal do rio Cávado.

Objectivos

Esta Área Protegida foi criada com o intuito de conservar os seus valores naturais, físicos, estéticos, paisagísticos e culturais.

A razão primeira da classificação – Decreto Regulamentar nº 6/2005 de 21 de Julho – como Parque Natural do Litoral Norte prende-se com a conservação do cordão litoral e dos seus elementos naturais físicos, estéticos e paisagísticos.

Note-se que, nesta zona, a preservação do sistema dunar é uma das condições indispensáveis à própria fixação de uma linha de costa actualmente sujeita a forte erosão.

Base legal do PNLN

Decreto-Lei nº 357/87, de 17 de Novembro: cria a Área de Paisagem Protegida do Litoral deEsposende;

Resolução do Conselho de Ministros nº 76/00, de 5 de Julho: cria o Sítio “Litoral Norte” (Sítio de Importância Comunitária – SIC – Jornal Oficial das Comunidades Europeias, 29 DEZ 2004);

Decreto Regulamentar nº 6/2005, de 21 de Junho: reclassifica a Área Protegida como Parque Natural do Litoral Norte e altera os seus limites passando também a incluir uma área marinha adjacente.

Organização:

Campo Aberto

Grupo de Ar Livre e Passeios

Apartado 5052

4018-001 Porto