• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Campanha “50 espaços verdes” prepara os próximos passos

Almoço biológico, debate público, constituição de grupos de avaliação das propostas e novo portal na internet são algumas das iniciativas em preparação

15 de Maio de 2007

Quando a Campo Aberto lançou, em Outubro de 2006, a campanha “50 espaços verdes em perigo – 50 espaços verdes a preservar”, muitas dúvidas se lançavam sobre o espírito de cidadania português que, como sabemos, nem sempre se pauta por grandes demonstrações de activismo. Contudo, a persistência na divulgação e a ideia mobilizadora parecem ter dado os seus frutos: os cidadãos demoraram um pouco a aderir à iniciativa mas acabaram por fazê-lo em larga escala. São já mais de 70 os espaços verdes propostos, o que nos permite almejar atingir objectivos mais ambiciosos.

Esta primeira fase da campanha – a de envio de propostas de espaços verdes a preservar – foi alargada para garantir uma maior participação pública decorrendo até 31 de Julho de 2007. No entanto, estão já a ser preparadas diversas iniciativas que têm por fim dar seguimento ao projecto. Destacamos de seguida as principais.

1. Constituição dos grupos de avaliação dos espaços verdes propostos
Para avaliar os espaços já propostos e proceder à selecção dos 50 mais importantes serão constituídos diversos grupos de avaliação. Cada um cumprirá a sua tarefa de forma autónoma, sendo a lista final obtida por junção dos diversos resultados parcelares. Em caso de empate, que por certo irá ocorrer, será o público a decidir através de uma votação electrónica. Serão constituídos os seguintes grupos: de peritos, de trabalho, das organizações não-governamentais, dos municípios, das instituições e empresarial. O objectivo é alargar o processo de selecção dos espaços verdes e transformá-lo num esforço colectivo, envolvendo os diversos grupos na tomada de decisão. Este processo deverá estar terminado até ao final de 2007.

2. Preparação de um almoço biológico e de um debate
Dia 15 de Julho, Domingo, decorrerá no Jardim Botânico da cidade do Porto um almoço biológico – restrito, em princípio, a 50 pessoas. Para este evento serão convidados os membros do grupo de peritos e de trabalho, ficando os restantes lugares disponíveis para os interessados a preço reduzido (ainda que seja dada preferência aos elementos integrantes de outros grupos de avaliação). O almoço e sessão que se segue (aberta ao público) serão um primeiro momento de encontro e debate entre os membros dos diversos grupos de avaliação, e destes com o público. Importa apresentar os espaços propostos, os critérios de avaliação e discutir a forma como se irá desenrolar o processo de selecção final.

3. Compilação de informação sobre os espaços propostos
Os grupos de avaliação trabalharão com base na informação fornecida pelo grupo de trabalho, que irá compilar e recolher informação sobre os vários espaços propostos. Também os seus proponentes, proprietários e diversas entidades (com destaque para as autarquias) serão convidadas a enviar dados úteis. A Campo Aberto está a ultimar uma ficha modelo onde toda a informação sobre cada local ficará agregada. Esta tarefa ficará completa até ao final de Outubro de 2007.

4. Lançamento de um novo sítio na internet
A Campo Aberto vai lançar, em data ainda a definir, um novo portal na internet inteiramente dedicado à campanha dos 50 espaços verdes. Efectivamente, temos vindo a constatar a dificuldade em adaptar o site existente à complexidade das tarefas em causa, designadamente da votação electrónica – que exigirá controlos específicos para evitar ou minimizar eventuais duplicações. O novo sítio na internet vai ainda disponibilizar uma plataforma de parcerias onde qualquer entidade ou cidadão poderá apresentar ideias concretas de preservação e gestão futura dos espaços verdes.

5. E em 2008…
A campanha é um processo que se irá prolongar no tempo. Para 2008 estão previstas diversas iniciativas fundamentais, relacionadas sobretudo com a divulgação junto do público e das autarquias, sempre com a finalidade última de salvaguardar os 50 espaços verdes de facto e de jure (via Planos Directores Municipais, entre outros).

Apesar dos recursos escassos, a Campo Aberto tem conseguido promover a campanha, em parte graças à ajuda de alguns municípios e associações. Têm sido realizadas diversas sessões de divulgação; as próximas decorrerão na FNAC (NorteShopping e Santa Catarina) e na Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, a propósito da reunião do Conselho Municipal de Ambiente do concelho.

Imprimir esta página Imprimir esta página

Deixar comentário