• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
http://www.campoaberto.pt/
http://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
http://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Sexta-feira, 25 de Agosto de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Primavera chega mais cedo

As estações do ano estão a mudar e a Primavera está a chegar cada vez mais cedo devido às alterações climáticas, revela um estudo realizado por cientistas de 17 países e publicado na revista “Global Change Biology”.

Os investigadores afirmam que o estudo apresenta “provas concludentes” de que a subida das temperaturas está a fazer com que as estações mudem, com a Primavera a chegar em média entre seis a oito dias mais cedo do que há 30 anos, salienta a BBC.

A investigação teve por base a análise de 561 espécies (542 plantas e 19 animais), entre 1971 e 2000, em 21 países europeus. Em regiões como Espanha, que apresentou as maiores subidas de temperatura, a Primavera adiantou-se até duas semanas desde a década de 70.

O estudo baseou-se em alterações dos fenómenos naturais, tais como a época de floração das plantas, tendo verificado que o Outono se atrasou em média três dias ao longo do mesmo período.

Também os padrões migratórios das aves estão alterados, uma vez que regressam à Europa cada vez mais cedo, havendo mesmo algumas que passam de “migradoras” a “residentes”, como aconteceu com a cegonha em Portugal.

Um dos autores do estudo, Tim Sparks, do Centro de Ecologia e Hidrologia do Reino Unido, frisou que as conclusões do trabalho mostram que existe uma relação directa entre as subidas de temperatura e as mudanças de comportamento das plantas e dos animais. “Tentámos fazer a maior cobertura possível da Europa para verificar se existia esse efeito, e concluímos que sim”, disse.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/ultimas/Primavera_chega_mais_cedo.html

==========================
2. Medições garantem a Portugal mais mar e riquezas submarinas

Riquezas em diversos minérios que poderão valer dez vezes o potencial das minas de Neves Corvo foram identificadas em fundos marinhos que Portugal está a estudar para, à luz de uma convenção internacional, reivindicar muito mais oceano do que as 200 milhas que lhe estão atribuídas como Zona Económica Exclusiva. Os cientistas estão optimistas quanto aos resultados desse levantamento hidrográfico, sísmico e químico as perspectivas de extensão da plataforma continental reconhecida como nacional podem abranger até um milhão e 400 mil quilómetros.

Mas o potencial que Portugal pretende preservar para si tem a ver não só com riquezas minerais. O meio marinho tem vindo a revelar-se fonte para o desenvolvimento de novos materiais e de novos medicamentos, bem como de novas energias, como é o caso das fontes hidrotermais, existentes numa proximidade relativa aos Açores.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/nacional/medicoes_garantem_a_portugal_mais_e_.html

==========================
3. Edifício de Nazoni com obras de reabilitação até ao final do ano

A Igreja e Torre dos Clérigos, um dos exemplares marcantes da arquitectura barroca do Porto e ex-líbris da cidade, terá obras de restauro a partir do próximo mês. Os trabalhos custarão cerca de 50 mil euros e serão, em parte, custeadas ao abrigo do mecenato.

O átrio de entrada e fachada de acesso já estão cobertos de andaimes. Dentro de dias, “provavelmente” na próxima semana, uma tela gigante com o logótipo do “sponsor” da empreitada (Central de Cervejas) irá tapar, por seis meses, a admirável obra feita sob o risco do italiano Nicolau Nazoni.

“Foi a maneira que encontrámos para assegurar o financiamento da empreitada. Mesmo assim, foram precisos três longos anos para obter os apoios indispensáveis. Em Espanha, são os bancos a oferecer-se para patrocinar a recuperação do património. Em Portugal, parece só haver dinheiro para o futebol”, afirmou Augusto Costa, arquitecto e responsável pela Direcção Regional do Norte dos Edifícios e Monumentos Nacionais.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/porto/publicidade_escondea_torre_clerigos.html

==========================
4. Reaberta rua fechada desde 1876

Uma rua pedonal situada no centro de Viana do Castelo, denominada “Passamano”, que se encontrava fechada desde 1876, foi reaberta após obras de recuperação orçadas em 82 mil euros, informou hoje fonte municipal.

Segundo a fonte, o “Passamano” fará parte integrante da futura ciclovia, com cerca de dez quilómetros, que passará pela frente ribeirinha, Parque da Cidade e Centro Histórico. Daqui, e através do “Passamano”, os utentes da ciclovia terão ligação directa ao elevador que serve o interface de transportes. Esta via também dará acesso ao Elevador de Santa Luzia, que deverá reabrir dentro de dias, e que tem capacidade para transportar também bicicletas. A ciclovia seguirá depois pelo Monte de Santa Luzia.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/norte/reaberta_fechada_desde_1876.html

==========================
5. Praia de Âncora interdita após análises

Ao fim da tarde da passada terça-feira, a Capitania de Caminha hasteou a bandeira vermelha na praia de Vila Praia de Âncora, após ter sido notificada pelo Ministério do Ambiente de que a Delegação Regional de Saúde tinha interditado os banhos na designada Praia das Crianças”, devido à presença de salmonelas (vestígios de contaminação fecal) nas duas últimas análises realizadas às águas da foz do rio Âncora, nos dias 25 de Julho e 8 de Agosto.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/norte/praia_ancora_interdita_apos_analises.html

==========================
6. Campanha incentiva pessoas na prática da reciclagem do lixo

Estimular a participação dos portugueses na separação e deposição de embalagens usadas nos ecopontos é um dos objectivos da campanha “Separar vai Colar”, da Sociedade Ponto Verde (SPV), que ontem chegou a Guimarães. A campanha, que pretende incentivar as pessoas para a prática da reciclagem, através da atribuição de prémios, centra-se nos supermercados, onde equipas de monitores estarão na linha das caixas a abordar os consumidores e a distribuir folhetos informativos sobre a acção.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/minho/campanha_incentiva_pessoas_pratica_r.html

==========================
7. Ponte do Pinhão reabre este mês

A Estradas de Portugal (EP) vai reabrir a ponte metálica do Pinhão à circulação automóvel na próxima terça-feira, 29 de Agosto. Os trabalhos de recuperação a que a travessia está a ser sujeita ainda não terminaram – vão prolongar-se por “mais 30 dias” segundo comunicado da EP – mas garantem já o tráfego “de modo alternado nos dois sentidos, regulada por semáforos”.

Apesar da boa notícia, o autarca de Alijó continua a reivindicar a construção de “uma nova ponte na zona do Pinhão”, pois a estrutura da ponte metálica “não foi concebida para o volume de tráfego actual”. Uma pretensão justificada pelo facto de ser a única travessia entre as duas margens do rio Douro, desde a barragem da Valeira até à de Bagaúste.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/norte/ponte_pinhao_reabre_este_mes.html

==========================
8. Diáspora rejeita energia nuclear

Os mogadourenses na diáspora disseram, ontem, “não” à intenção demonstrada pelo empresário Patrick Monteiro de Barros de vir a construir uma central nuclear junto ao Douro Internacional. Esta tomada de posição decorreu durante o quinto encontro de “Mogadourenses na Diáspora”, que reuniu cerca de centena e meia de pessoas.

A defesa das energias renováveis, sendo mais limpas e rentáveis, foi outro dos assuntos abordados, sendo apresentadas como alternativa ao investimento no nuclear. “A energia nuclear tem de ser posta de lado e há que investir a sério no potencial das energias alternativas, já que são mais limpas e menos dispendiosas”, acrescentou António Rodrigues, uma mogadourense a residir no Porto.

Já Morais Machado, autarca local, garantiu que “o silêncio que decorre em relação à questão do nuclear, por vezes é perigosa, porque se pode estar a avançar em relação ao projecto de forma encapotada. Depois, quando esses projectos são apresentados às populações, são já encarados como factos consumados”.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/norte/diaspora_rejeita_energia_nuclear.html

==========================
9. Artesãos trabalham ao vivo para mostrar ao público como é feita a sua arte

A cerimónia de abertura da XVI Feira de Artesanato da Foz do Douro, no Porto, teve lugar, ontem à tarde, no Jardim do Passeio Alegre. Esta mostra está inserida nos festejos de S. Bartolomeu, que tem como ponto alto o desfile dos trajes de papel, no próximo domingo, com início marcado para as 10.30 horas.

http://jn.sapo.pt/2006/08/25/porto/feira_foz_129_artesaos_trabalham_viv.html

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário