• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

[Esta lista tem actualmente cerca de 380 participantes inscritos.]

Veja o site e o blogue da Campo Aberto:
http://www.campoaberto.pt/
http://campo-aberto.blogspot.com/

Veja também o blogue:
http://avenida-dos-aliados-porto.blogspot.com

Comente, participe. Divulgue!

==========================
Caro Leitor do Boletim Diário PNED:

Se ainda não o é, e se concorda, ainda que apenas em parte, com o que é
e faz a Campo Aberto, e se julga útil apoiá-la, faça-se sócio!

Em alternativa assine a revista Ar Livre (que os sócios também recebem).

Peça informações:
campo_aberto@oninet.pt

==========================

BOLETIM PORTO E NOROESTE EM DEBATE
resumo das notícias de ambiente e urbanismo em linha

Sábado, 12 de Agosto de 2006

==========================

Para os textos integrais das notícias consultar as ligações indicadas.

==========================
1. Contrato com vencedor das eólicas assinado a 15 de Setembro
Novos parques eólicos terão de estar todos operacionais até 2013

O contrato com o vencedor do concurso de atribuição de até 1000 Megawatt (MW) de potência eólica deverá ser assinado a 15 de Setembro, soube o JN junto de fontes ligadas ao processo. Os consórcios liderados pela EDP e Galp Energia – que esta semana passaram à fase de negociação directa com o júri – têm até dia 29 para apresentar as propostas finais, onde podem clarificar alguns aspectos sem, contudo, fazer alterações de fundo face às iniciais.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/economia_e_trabalho/contrato_vencedor_eolicas_assinado_a.html

==========================
2. Críticas de desarticulação entre dois ministérios

Primeiro o reconhecimento de desarticulação entre serviços de dois ministérios diferentes, depois um claro reforço do peso da Administração Interna na gestão dos fogos florestais. Críticas de “fundamentalismo” lançadas ao Instituto de Conservação da Natureza pelo secretário de Estado da Administração Interna, Ascenso Simões, trouxeram ontem a lume o problema do grande número de serviços públicos envolvidos na defesa da floresta. O Ministério do Ambiente viu-se obrigado a vir a público, pela voz da assessoria, garantir “total confiança no comando operacional dos incêndios”.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/nacional/criticas_desarticulacao_entre_dois_m.html

==========================
3. Santa Justa está a dividir poder

O incêndio que deflagrou no início desta semana na serra de Santa Justa, no concelho de Valongo, mobilizando dezenas de corporações do grande Porto para combater as chamas que consumiram centenas de hectares de terreno, já está circunscrito, mas dividiu o poder local.

A autarquia assegura que, apesar dos seus múltiplos esforços, aquela orla verde ainda não está classificada como área reservada – o que poderia evitar os incêndios, nomeadamente o de há dois anos, em que ardeu a costa inteira da serra -, por culpa dos sucessivos governos do PSD e do PS. O deputado socialista, José Manuel Ribeiro, devolve as acusações e desmente a Câmara. “Os responsáveis, que bem podem arriscar sanções criminais, começam pelo máximo responsável municipal pela protecção civil e defesa da floresta contra incêndios, ou seja, o autarca de Valongo”. E esclarece “A defesa da floresta contra incêndios florestais está totalmente interligada à Protecção Civil. No entanto, em Valongo parece cada vez mais não existir quaisquer estratégias de actuação no plano da protecção civil e da defesa da floresta contra incêndios”.

A autarquia garante que patrulha a serra e que desenvolveu acções no sentido de acabar com as sucateiras e as lixeiras. José Manuel Ribeiro volta a contestar a afirmação e defende que “é incompreensível e inaceitável que o Plano de Emergência Municipal de Valongo esteja profundamente desactualizado, contendo números de telefone que não existem, inexistência de Cartas de ocupação das espécies florestais e de estratificação dos incêndios florestais, entre outras lacunas”. Para o deputado, a Câmara “limita-se ao protocolo com a Associação Florestal Portucale, com as pequenas brigadas de Sapadores Florestais, e que este ano segundo elementos da Protecção Civil nem sequer utilizam as motorizadas adquiridas para as acções de patrulhamento das florestas do Concelho, por falta de verba”.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/porto/santa_justa_esta_a_dividir_poder.html

==========================
4. Metro lança sistema Park & Ride no Dragão

A Metro do Porto e os Transportes Intermodais do Porto (TIP) lançam, em Portugal, um novo sistema designado Park & Ride, que tem como função unir o pagamento do transporte público e as horas de estacionamento num mesmo título. O parque de estacionamento que a partir de terça-feira vai estrear o novo sistema é o da Estação Estádio do Dragão.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/porto/metro_lanca_sistema_park__ride_draga.html

Sistema de uso de títulos inovador estreia na terça-feira
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=2f00053598c14e4ec569e923dbe05458

==========================
5. Criança com salmonelas depois de ter ido à praia

As praias da Zona Urbana Norte da Póvoa de Varzim, entre as piscinas municipais e o Novotel Vermar, serão, hoje, interditas a banhos devido à presença de salmonelas, por decisão comunicada pelo Centro Regional de Saúde Pública do Norte (CRSP/Norte) à Capitania da Póvoa de Varzim. Ontem, uma criança foi hospitalizada, com sintomas semelhantes aos provocados pelas salmonelas. Entretanto, o CRSP/Norte decidiu ainda – devido à presença de salmonelas nas proximidades – manter a interdição, decretada no passado dia 1, nas Praias da Redonda/Leixão e da Lagoa.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/porto/crianca_salmonelas_depois_ter_a_prai.html

“Mais praias com má qualidade”
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=b8e3176b2f3d641613a0a9cead73fc08

==========================
6. Estrutura militar “limpa” Douro e garante água a 3300 pessoas

A vila de Torre de Moncorvo está a beber água do rio Douro desde o passado sábado – esta foi a solução de emergência encontrada para abastecer 3300 pessoas, na sequência da rotura no fornecimento a partir da barragem de Vale de Ferreiros. Para garantir a qualidade da água consumida, a empresa Águas de Trás-os-Montes e Alto Douro (ATMAD) assinou, ontem, um protocolo com o Regimento de Engenharia de Espinho (REE), para a cedência de uma estação de tratamento de águas, semelhante às que são usadas pelo Exército em teatros de operações.

“Estou bem mais aliviado”, admitiu o presidente da Câmara de Torre de Moncorvo, Aires Ferreira, pois chegou a temer um corte no abastecimento de água à vila. O autarca lamenta que o seu concelho tenha três barragens cheias e a que abastece a sede de concelho não tenha conseguido recuperar os níveis normais durante o Inverno e a Primavera. A barragem de Vale de Ferreiros praticamente só enche em anos em que chove muito.

Aquela barragem foi construída em 1985, perto de Carviçais, e constituiu “a primeira guerra política” de Aires Ferreira, que acabava de ganhar a Câmara. É que ele nunca concordou com a sua localização, baseando-se em estudos que a apontavam para um outro local com mais profundidade de bombagem.

Solução está nas Olgas

A solução definitiva para o abastecimento de água à vila de Torre de Moncorvo e, de passagem, a mais umas freguesias próximas, será a barragem das Olgas de Arroio. O presidente da empresa Águas de Trás-os-Montes e Alto Douro, Alexandre Chaves, revelou ontem que, durante a primeira quinzena de Setembro, será consignada a construção da estrutura ao consórcio vencedor do concurso público. “Em 2008 teremos a obra realizada e pronta a servir a população com água de qualidade”, precisou. A instalação das condutas adutoras e da estação de tratamento está já também em fase de adjudicação. Quando a barragem das Olgas entrar em funcionamento libertará a de Vale de Ferreiros para fornecer a aldeia do Carvalhal, a braços com alguns problemas de abastecimento. E no caso de o próximo Inverno ser chuvoso, esta solução poderá ser implementada já no início de 2007, de acordo com o presidente do Município, Aires Ferreira.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/norte/estrutura_militar_limpa_douro_e_gara.html

==========================
7. Derrame de nafta perto das captações do Marco

Um derrame de nafta no rio Tâmega, em Amarante, levou ontem a Protecção Civil Distrital do Porto a accionar os mecanismos de prevenção quanto a uma eventual contaminação das captações de água que abastecem o concelho de Marco de Canaveses. A fuga do produto petrolífero terá tido origem num depósito de resíduos localizado a 100 metros do rio Tâmega. O incidente terá ocorrido às 11 horas de anteontem, mas só por volta do meio-dia de ontem é que a informação chegou ao Marco de Canaveses, localidade que “bebe” no Tâmega, situando-se a juzante de Amarante.

“As análises efectuadas pela empresa Águas do Marco deram negativo e durante as próximas horas irão ser feitas novas análises. Certo é que só soubemos do que passava ao início da tarde”, disse ao JN, Manuel Moreira, presidente da Câmara.

Em Amarante, também nada se sabia. O vereador da Protecção Civil, Carlos Silva, garantiu ter tido conhecimento da situação por intermédio da Protecção Civil Distrital. “Como estou na serra do Marão, por causa do grande incêndio que já consumiu cerca de mil hectares de floresta e mato, não tenho nenhum dado que lhe possa fornecer, até porque o assunto está numa esfera superior”, justificou o vereador amarantino.

O alerta do derrame, pelo que foi possível apurar, foi dado à GNR que fez deslocar para o local uma equipa do Serviço de Protecção da Natureza (SPN). O derrame terá tido origem num depósito de resíduos propriedade da empresa Covelas Energia, responsável pelo aquecimento das piscinas municipais de Amarante. Para estancar o avanço dos resíduos, a empresa utilizou “bóias e absorventes”.

Fonte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), que dispõe de uma equipa de monitorização ambiental, citada pela Lusa, confirma a ocorrência do incidente, referindo que a empresa detectou o derrame e, alegando um “erro técnico”, contactou de imediatamente a GNR e as entidades responsáveis para travarem o seu impacto. Os responsáveis da empresa não comentaram a ocorrência..

A nafta é um derivado de petróleo e é usado principalmente como matéria-prima da indústria química. A nafta energética é utilizada para geração de gás de síntese através de um processo industrial. Este gás é também utilizado na produção do gás canalizado doméstico.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/norte/derrame_nafta_perto_captacoes_marco.html

Derrame de nafta no Tâmega ameaçava captações de água
http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=eccbc87e4b5ce2fe28308fd9f2a7baf3&subsec=&id=3c661cd176b03eae480c87dafb00a264

==========================
8. Parque polémico abre hoje

Começa hoje a funcionar, oficialmente, o parque de lazer do “Pinocro”, nas imediações de Fontelonga, em Carrazeda de Ansiães. Uma área construída pela Câmara que engloba parque de merendas, um bar e um palco para concertos de Verão. A estreia ficará a cargo da banda nacional “The Gift” que animará, à noite, uma festa preparada especialmente para a juventude. Participam também mais dois grupos musicais.

O parque tem tanto de interessante quanto de polémico. A sua utilidade tem sido questionada, sobretudo pela oposição socialista, dado que se encontra nas proximidades do parque verde, junto à barragem da Fontelonga e das piscinas municipais. O Executivo, de maioria social-democrata, tem explicado que se tratou de aproveitar uma candidatura ao programa comunitário Agris, que comparticipou em 50% os 270 mil euros investidos, para requalificar aquela área.

“Pinocro” é o nome porque é conhecido o marco geodésico ali instalado e acabou por baptizar o parque.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/norte/parque_polemico_abre_hoje.html

==========================
9. Figuras “pouco credíveis”

“Para mim, não são grandes achados. Conheço a zona e creio existir grande especulação em torno do assunto”, reagiu, ontem, António Martinho Baptista, director do Centro Nacional de Arte Rupestre (Cnart) às descobertas feitas em Melgaço pelo arqueólogo galego Pablo Novoa. Em declarações ao JN, o investigador do Parque de Vila Nova de Foz Côa prometeu visitar o local terça-feira.

Para a história ficam estes dados Pablo Novoa percorreu a serra da Peneda-Gerês, no concelho de Melgaço, e após as suas pesquisas e interpretações, chegou à conclusão da existência de cenas de pastoreio, animais e rostos de grandes dimensões desenhadas nas rochas. Segundo o arqueólogo espanhol, os vestígios encontrados na serra da Peneda-Gerês poderão ter uma datação estimada em cerca de 5000 anos e revelam a presença de povos de origem megalítica.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/norte/figuras_pouco_crediveis.html

==========================
10. Plano apertado de defesa da floresta

A Câmara de Vieira do Minho elaborou um plano municipal de defesa da floresta contra incêndios que, além de promover a limpeza junto dos aglomerados populacionais, pretende sensibilizar a população para a questão dos fogos. “Visto termos entrado no período crítico, e de modo a assegurar medidas especiais de prevenção contra incêndios, a Câmara considera conveniente alertar a população para comportamentos e situações de risco que não podem efectuar ou deverão evitar durante este período, como lançar balões com mecha acesa e foguetes, fumar ou fazer lume em espaços florestais”, refere fonte da autarquia.

Em dez pontos, o articulado camarário elenca todas as acções que não são permitidas “aceder, circular e permanecer no interior das áreas submetidas a regime florestal e a nas áreas florestais sob a gestão do Estado, bem como proceder, dentro destes espaços, a trabalhos que envolvam maquinaria ou promover acções que não se relacionem com a actividade florestal”. A realização de queimadas, fogueiras ou acções de desinfestação de apiários estão também entre as actividades proibidas.

http://jn.sapo.pt/2006/08/12/minho/plano_apertado_defesa_floresta.html

==========================
11. Porto com cinco incêndios activos ao fim da tarde

Vinte e oito incêndios estavam activos às 19h00 de ontem em Portugal continental, dezanove dos quais por circunscrever, segundo o Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC).
Cinco incêndios lavravam ao final da tarde de ontem no distrito do Porto. Na localidade de Carvalhas (concelho de Amarante) o fogo que deflagrou na manhã de ontem está a mobilizar 48 bombeiros, onze viaturas e dois aviões, enquanto o combate às chamas na Portela(concelho de Amarante) envolve 32 homens e nove viaturas.

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=a87ff679a2f3e71d9181a67b7542122c&subsec=&id=b92eb33e329aeb548aff009480445b71

==========================

Para se desligar ou religar veja informações no rodapé da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu início é acessível através de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Se quiser consultar os boletins atrasados veja
http://campoaberto.pt/boletimPNED/

==========================
INFORMAÇÃO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentam-se sumários ou resumos de notícias de interesse
urbanístico ou ambiental publicadas na edição electrónica do Jornal de
Notícias e d’O Primeiro de Janeiro (e ocasionalmente de outros jornais
ou fontes de informação).

Esta lista foi criada e é animada pela associação Campo Aberto, e está
aberta a todos os interessados sócios ou não sócios. O seu âmbito
específico são as questões urbanísticas e ambientais do Noroeste,
basicamente entre o Vouga e o Minho.

Para mais informações e adesão à associação Campo Aberto:

Campo Aberto – associação de defesa do ambiente
Apartado 5052
4018-001 Porto
telefax 22 975 9592
contacto@campoaberto.pt
www.campoaberto.pt
campo-aberto.blogspot.com

Selecção hoje feita por Cristiane Carvalho

======================================

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário