• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação


Clique para aumentar
Obras nos Aliados em tribunal- no JN
«A reabilitação da Avenida dos Aliados e das praças de Liberdade e do General Humberto Delgado, no Porto, voltará a ser discutida no Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto.
Após a providência cautelar ter sido considerada improcedente em Fevereiro, as associações cívicas Campo Aberto, GAIA e APRIL, (…) interpuseram, ontem, uma acção administrativa especial contra o Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), a Câmara do Porto e o Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional

(…) Nuno Quental, da Campo Aberto, explica que o objectivo não é a reposição do conjunto dos Aliados, tal como estava antes da intervenção, o que implicaria um novo investimento pago pelo erário público. (…)
Mas lembra que o reconhecimento judicial da razão das associações não poderá ficar impune.”O Ministério Público terá de adoptar iniciativas para apurar as responsabilidades civis” , salienta Nuno Quental. Deverá servir ainda de exemplo para que, no futuro, haja participação popular nos projectos significativos de requalificação do espaço público. »

Imprimir esta página Imprimir esta página

2 comentários até agora.

  1. Anonymous diz:

    Vai ficar como está. Já nem merece comentários. Está, e ficará, como o resto do país: nem mais, nem menos. O reflexo perfeito da sociedade actual, feita de brutamontes que se intitulam elites. Quando muito se fala de alguma coisa é porque ela escasseia: grande verdade. Nunca em Portugal tanto se falou de «elites». Os resultados estão à vista por todo o país, em todas as áreas e a todos os níveis, e o Porto não é excepção. O Porto já foi «de excepção», já foi…na altura em que era o Porto.

    M.R.L.

  2. Manuela D.L.Ramos diz:

    Ao contrário de cá (e apesar do que descaradamente se apregoa) em Madrid opinião publica conta: El Ayuntamiento someterá de novo a información pública durante 6 meses el proyecto del eje Prado-Recoletos

Deixar comentário