• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

«A decisão de preservar o centro da Avenida com os canteiros tal como estavam, hoje já não estão, tal como estavam há um ano, ou há dois anos não é possível. Não é possível nem a mim, nem aos contestatários desta solução se fossem presidentes de câmara. Não é materialmente possível, não há espaço, estão lá as bocas [do metro]. Pronto. Aquilo que está aqui mais em equação é que pedra utilizar. É a única parte onde poderia ser diferente. Isso é.
Eu gosto mais desta solução. Já vi fotografias de confronto: as reais com as projecções de computador. Eu gosto mais e estou convencido que ao fim de seis, sete meses de convívio com a nova solução toda a gente vai gostar também. Espero não me enganar.»

Rui Rio, Presidente da Câmara Municipal do Porto no programa Biosfera

Imprimir esta página Imprimir esta página

Um comentário até agora.

  1. J. Tenreiro diz:

    O que Rui Rio nao sabe, ou melhor, nao diz, é que o arquitecto Souto Moura ja tinha feito um projecto em que apenas se intervinha na placa
    superior.
    O desenho original era reinterpertado e mantinham-se os canteiros.
    Neste projecto, publicado na revista de arquitectura 2G nº5, embora ja aparecam as saidas do metro nos passeios laterais, a placa superior mantinha as dimensões, sendo a via automóvel reduzida para 2 faixas.

    Isto quer dizer que a reposicao do desenho era possivel e foi Rui Rio que pediu um novo projecto ou o arquitecto que o sugeriu…

    Por outro lado ja em 2000 o entao presidente da câmara Nuno Cardoso tinha encomendado ao arq. Alvaro Siza um projecto de remodelacao (apenas) da Praca da Liberdade.
    Nao sei se o projecto foi mesmo realizado pois nao foi divulgado nenhum desenho.
    Na época foi apenas divulgado que Alvaro Siza propunha o alargamento dos passeios, e que estes passariam a ser em paralelo de granito.
    Nao me recordo se ja era proposta a mudanca de local da estatua de D. Pedro IV.

    Pelo que sei a proposta para a Pr. da Liberdade nao foi aceite por tres razoes:
    So previa UMA faixa em cada sentido(nao tenho certezas pois nunca vi nenhum desenho)
    Falta de dinheiro
    Mudanca de executivo

    Rui Rio disse ainda na inauguracao da Pr. D. Joao I que nao voltariam a haver requalificacoes como a dos Leoes e da Batalha e que os espacos que faltavam requalificar, nomeadamente Carlos Alberto, seriam reconstruidos como eram antes do inicio das obras…

Deixar comentário