• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

«”A Avenida não há-de ser muito diferente, até porque não fazia sentido, estando integrada num centro histórico que é Património da Humanidade”. »
Álvaro Siza Vieira (20 de Agosto de 2004) em notícia transcrita aqui

Imprimir esta página Imprimir esta página

3 comentários até agora.

  1. Teófilo M. diz:

    …Deverá ser limpa e trabalhada, sem publicidade selvagem, sem canteiros e canteirinhos…

    Ele avisou, olá se avisou.

  2. MárioPessegueiro diz:

    É de facto um projecto e uma obra de compromisso. Até entenderia esta intervenção se fosse reduzido substancialmente o transito automóvel. “oferencendo” a praça aos cidadãos e promovendo- se ali um local de reunião com novas características; com menos ruído, menos poluição e no qual o peão fosse realmente previligiado. Mas os inconevientes do tráfego motorizado vão continuar e é so feito um trabalho de cosmética. Que por sinal muito duvidosa uma vez que anula mais do que oferece.

  3. manueladlramos diz:

    “…sem canteiros e canteirinhos……” pois… nós sabemos, nós sabemos que os “novos primitivos” abominam flores e detestam a cor. Mas assim sendo, francamente não entendo as razões que os levam a invocar como modelos a Fonte de Médicis, e os Campos Elísios locais onde, para nosso bálsamo e deleite, abundam as flores.

Deixar comentário