• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto


Postal de colecção particular. Anos 70?
É a este conjunto único (Pr. Humberto Delgado/A. Aliados/Pr. da Liberdade), nesta fotografia aérea tão bem evidenciado, que um dos autores do projecto chamou “manta de retalhos” (ouvi eu, com os meus próprios ouvidos!). E nessa mesma ocasião, esse mesmo senhor afirmou referindo-se à placa maior da Avenida que entretando foi completamente arrasada: “O contrato previa que se repusesse o existente, mas como já não havia nada…”
Claro! Havia um grande buraco e a decisão já previamente tomada de transformar radicalmente
o existente. Atropelando a lei * e desrespeitando a cidade e os cidadãos.

*São vários os atropelos da lei, começando pelo facto da obra se ter iniciado sem o parecer prévio do IPPAR (assunto a que brevemente voltaremos); no que diz respeito à não reposição do existente e à execução de um projecto que representa uma alteração profunda relativamente ao que estava inicialmente previsto ver o que diz o Estudo de Impacte Ambiental!

Imprimir esta página Imprimir esta página

2 comentários até agora.

  1. Anonymous diz:

    De Alexandre Borges Gomes em Luanda:

    «que um dos autores do projecto chamou “manta de retalhos”», qual dos dois foi, Siza ou o Robin?

    Era esta desconsideração arrogante a que eu me referia quando vos escrevi usando o exemplo de Óscar Niemaier que diz que os seus edifícios são obras de arte e como tal não têm que ser funcionais…

    Abraço,

    Alexandre Borges Gomes
    Luanda.

  2. manueladlramos diz:

    Caro Alexandre desculpe ainda não ter respondido!
    Não foi o Siza! (ainda não me dei ao trabalho de arranjar a transcrição dessa sessão da Assembleia Municipal, e já o devia ter feito!
    “Ils nous prennent tous pour des dupes!” )
    Abraço
    Manuela

Deixar comentário