• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

[PNED] Presidência Aberta ou Fechada? Boletim 11 Fevereiro 2004
Para desligar-se/religar-se ou para ler as mensagens em modo pagina, net
veja informacoes no rodape da mensagem.

O arquivo desta lista desde o seu inicio e acessivel atraves de
http://groups.yahoo.com/group/pned/

Quarta, 11 de Fevereiro de 2004

Destaque: Presidência Aberta ou Fechada?

O actual Presidente da República nunca mostrou especial interesse ou
sensibilidade pelas questões do ambiente. Esta Presidência Aberta está
carregada de ambiguidades. Hoje a notícia é basicamente uma defesa da
implantação de eólicas mesmo em zonas de paisagem protegida. Que as eólicas
são desejáveis em abstracto do ponto de vista ecológico, não se contesta.
Mas que tenham que ser implantadas por toda a parte, incluindo nas áreas
protegidas e nas cumieiras das montanhas, sejam elas quais forem, já é menos
evidente.
Também elas deverão ser sujeitas a estudos de impacto ambiental. A aura
ambientalista de Carlos Pimenta talvez o obrigasse a ponderar melhor o que
diz (se é que o jornalista percebeu; sabemos que muitas vezes os relatos de
jornalistas não são rigorosos). Se não se construírem eólicas nas rotas de
aves migratórias, o que parece sensato, onde é que se poderão construir? Não
haverá já parques eólicos em rotas de aves migratórias em Portugal? E será
que os impactos se reduzem a isso? Parece que não. Uma coisa no entanto é
positiva: a relativa reversibilidade das eólicas, caso a expriência a
aconselhe. O mesmo já não é evidente a respeito de alguns dos seus efeitos
eventuais anteriores à futura desafectação.

JCMarques

1. Autarcas Querem Explicações do Governo Sobre Barragens no Rio Minho
Rio Minho/Barragens/concelho de Bacia

Por CARLA MARTINS
Os autarcas que integram o Conselho de Bacia do Rio Minho (CBRM) ficaram
“parcialmente satisfeitos” com as explicações apresentadas ontem pelos
representantes da EDP e do Instituto da Água (INAG) sobre o ante-projecto de
construção de três barragens de pequena dimensão no lado espanhol do rio,
mas querem também conhecer qual o envolvimento polítido do Governo no
projecto.

http://jornal.publico.pt/2004/02/11/LocalMinho/LM01.html

2. Canal de Navegação de Caminha Começa a Ser Desassoreado em Setembro
Caminha/Desassoriamento/impactos

O desassoreamento do canal de navegação dos pescadores no estuário do rio
Minho, em Caminha, começará no próximo mês de Setembro, depois da época
balnear.

http://jornal.publico.pt/publico/2004/02/11/LocalMinho/LM02.html

3. Têxteis do Vale do Ave Não Medem Emissões Atmosféricas
Vale do Ave/Poluição Atmosférica/Emissões

Apenas quatro das 29 empresas têxteis do Vale do Ave que produzem resíduos
perigosos e que foram fiscalizadas pela Inspecção-geral do Ambiente (IGA)
medem as emissões atmosféricas, tal como a lei obriga, revela um relatório
daquela autoridade.

http://jornal.publico.pt/2004/02/11/LocalMinho/LM04.html

4. Cidade tem desde ontem provedora do Ambiente e Qualidade de Vida
Incineração será o último recurso
Coimbra/Provedora do Ambiente/Helena Freitas/Resíduos/Incineração

Helena Freitas tomou ontem posse como provedora do Ambiente e da Qualidade
de Vida para o concelho de Coimbra e tem já em mãos um pedido de parecer
técnico sobre o processo da possível construção de uma incineradora na
Região Centro.

http://www.oprimeirodejaneiro.
pt/?op=artigo&sec=e4da3b7fbbce2345d7772b0674a318d5&subsec=&id=3341af8efa4df7
c9bc
abf602f65173a0

5. Mais 45 dias para discutir alterações ao PDM
Porto/PDM/Discussão Pública

Nuno Silva O Plano Director Municipal (PDM) do Porto poderá vir a ter um
novo período de discussão pública: mais 45 dias úteis, que permitam a
análise das alterações que sejam introduzidas. Manuel Diogo, vereador do PS
na Câmara do Porto, afirmou, ontem, que Ricardo Figueiredo, vereador do
Urbanismo, admitiu essa possibilidade, durante a reunião camarária. Antes, o
vereador socialista tinha chamado a atenção para a necessidade de alargar o
debate público, no caso de as alterações a fazer serem ” significativas”. O
estado de degradação do edifício que pertenceu ao Colégio Luso Internacional
do Porto (CLIP), junto ao Castelo do Queijo, também mereceu o alerta de
Manuel Diogo. O socialista lamentou a “imagem degradante” e sublinhou que,
se não houver uma intervenção, o imóvel poderá ruir.

http://jn.sapo.pt/textos/out4037.asp

6. Candidatura luso-galega valoriza Geira Romana
Terras de Bouro/Geira Romana/Gerês

Turismo Promoção do património é uma mais-valia para os locais Gil Diniz
Valorizar e promover o património para fins turísticos são os objectivos das
candidaturas apresentadas pelo município de Terras de Bouro, em conjunto com
outras entidades distritais e galegas, ao programa comunitário Interreg.

http://jn.sapo.pt/textos/out4054.asp

7. Centro histórico classificado esconde miséria e exclusão
Guimarães/Centro Histórico/Património/Pobreza

Maior parte dos residentes são idosos, mas há, também, casos de
toxicodependência Voluntários da Conferência Vicentina visitam e ajudam
carenciados uma vez por semana Joaquim Forte Para lá das fachadas
coloridas e atractivas que encantam os turistas que passam pelo centro
histórico de Guimarães, escondem-se situações de pobreza, solidão e exclusão
social. “As casas são pequenas, com escadas íngremes, bonitas por fora, mas
pouco funcionais e confortáveis por dentro. As que estão recuperadas têm
rendas muito elevadas”, observa Rui Porfírio, responsável pela equipa da
Conferência Vicentina da paróquia de Nossa Senhora da Oliveira.

http://jn.sapo.pt/textos/out4055.asp

8. Câmara tenta evitar novos fechos de escolas
Góis/Escola Rural

Actuais estabelecimentos estão a ser alvo de obras e da renovação do
equipamento Ao mesmo tempo, os pais estão a ser sensibilizados Maria Vieira
Depois de ter visto reduzidas a metade as escolas primárias do seu concelho,
a Câmara de Góis fez obras nos edifícios ainda em funcionamento e acredita
que, agora, este será um factor de desenvolvimento para as aldeias.

http://jn.sapo.pt/textos/out4057.asp

9. Passeios recebem rampas de acesso
Braga/Deficientes/Acessos Urbanos

Instalação visa facilitar a circulação a deficientes, mas também a carros de
bebé e das compras Pedro Vila-Chã Terminou a fase de tolerância, para a
aplicação da directiva comunitária que estabelece a necessidade de criar,
nos passeios, rampas para cadeiras de rodas e carros de bebé. Em Braga, o
Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência (FMPD) já traçou o plano
dos”Percursos sem barreiras”. Nessa acção inserem-se as 17 passagens
desniveladas para peões que já foram colocadas no perímetro urbano, mas
ainda decorrem os trabalhos que vão rasgar passeios, para que os deficientes
motores tenham melhores condições d e mobilidade.

http://jn.sapo.pt/textos/out40518.asp

10. Ambiente: Sampaio Critica Passividade Nacional nas Energias Renováveis
Geral/Energias Renováveis/Eólicas/Conservação da Natureza

“O país caminha para o Sul para apanhar sol, mas não caminha para apanhar
energia”, disse ontem o Presidente da República, Jorge Sampaio, num debate
sobre energias renováveis realizado no Parque Natural da Serra d’Aire e
Candeeiros e integrado no ciclo de presidências abertas sobre o
desenvolvimento sustentável.

http://jornal.publico.pt/2004/02/11/Sociedade/S10.html

INFORMACAO SOBRE O BOLETIM INFOPNED:

Acima apresentou-se o sumario e/ou resumos de noticias de interesse
urbanistico/ambiental publicadas na edicao electronica do Jornal de
Noticias, de O Primeiro de Janeiro e do Publico Local Porto e Minho, em 11
de Fevereiro de 2004.

Esta lista foi criada e e animada pela associa

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário