• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

infoPNED 26 Mai 2003
(pned=Porto e Noroeste em Debate)

Segunda, 26 de Maio de 2003

NO PUBLICO:

1. Governo Admite Autorizar Construções na Reserva Ecológica Natural

O presidente do Instituto da Conservação da Natureza (ICN), João Silva
Costa, adianta que a reserva vai ser dividida em duas partes: uma
“intocável”, outra onde se possa admitir algum tipo de construção.

Os ambientalistas temem que a intenção do Governo possa abrir a porta a
interesses imobiliários, mas concordam que aquela zona classificada
necessita de reformulação. ”

NO JN:

1.Mindelo ainda é terra de ninguém

Salva da urbanização maciça, Reserva Ornitológica continua abandonada
No litoral português, há um naco de 300 hectares de dunas, matos e
pinhal eleito paradigma da utilidade prática de figuras de ordenamento
como a Reserva Ecológica Nacional (REN) e a Reserva Agrícola Nacional (RAN):

2. Porto – “Espaço transparente vai ser referência no Porto” (entrevista)

Portuense de gema, o jovem empresário Marco Godinho de Almeida é o
director da empresa que venceu o concurso para explorar o polémico
Edifício Transparente, projectado pelo arquitecto Solà-Morales.

3. Porto – Estação do Metro enterrada a 26 metros de profundidade

Épreciso descer a 26 metros de profundidade para se conseguir perceber a
dimensão das obras do Metro na Praça do Marquês de Pombal. No fundo do
poço, com 40 metros de diâmetro, imagina-se um cais, com 70 metros, e
espreita-se as duas saídas do túnel que fará a ligação ao Hospital de S.
João e à Ponte de Luís I.

4. Gondomar – Areal de Zebreiros está cheio de detritos

Vizinhos contra o campismo selvagem, o estacionamento abusivo e a
invasão dos aceleras

5. Portugal – Imobiliário, outra vez (opiniao)

Agora, para se fazer uma obra no país, nada como um projecto imobiliário
para o pagar…

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário