• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

[PNED] 3 Fev/ Social igual a mau?
(Para qualquer problema com esta lista, seguir por favor as instruções
constantes do rodapé desta mensagem.)

Segunda-feira, 3 de Fevereiro de 2003

Destaque: Social igual a mau?

A habitação social tem que ser de má qualidade? Prédios degradados ao fim de
cinco anos, lemos hoje a respeito de um PER (plano especial de
realojamento). É apenas uma das manifestações do conceito de “social” como
barato e mau. Mas tem que ser assim? Não. Os preços da habitação corrente
são excessivos. A subida de preços é muito mais acentuada no imobiliário que
no resto da economia, sinal seguro, segundo alguns, de especulação. Para
obter preços moderados na habitação social deveria bastar uma gestão mais
rigorosa, economias no supérfluo, ausência de lucro (cooperativas ou
autoconstrução assistida) ou pequena margem de lucro, empréstimos a juro
zero. E, provavelmente, mas iria ainda a tempo?, a municipalização dos
solos, o que permitiria travar o preço especulativo dos terrenos.

É assim, parece, que funcionam alguns programas bem sucedidos de habitação
social em alguns países. Por outro lado, a política do “bairro social” para
as camadas mais pobres deveria talvez dar lugar a uma habitação social
disseminada, não identificada como tal pela aparência exterior ou pela massa
destacada no restante tecido urbano. Fim dos guetos, convivência urbana de
estratos sociais de diversa proveniência, promoção de medidas de emancipação
económica simultâneas à atribuição de habitação social, porque a casa é
importante mas não é tudo. Servirá a programada recuperação da Baixa, entre
outros fins, também o de uma habitação social não guetizada?

Soluções como essa poderão levar a uma segurança bem mais sólida que a dos
bunkers dos condomínios fechados, reflexo de um medo talvez exagerado mas
bem real na cabeça de muitas pessoas. Blocos de edifícios rodeados de muros
de quase três metros, moradias individuais onde um murete de meio metro com
rendilhados que deixavam ver uma fachada interessante são substituídos por
muros cegos de dois metros que só deixam ver o andar superior. Sinais de uma
evolução urbana que conduz ao mais desumano ou a ele reage de forma
angustiada e sem perspectivas.

Seguem-se os resumos de notícias de interesse urbanístico/ambiental
publicadas na edição electrónica do JN e do Público em 3 de Fevereiro de
2003, relativas ao Porto e Noroeste. A selecção é da responsabilidade da
associação Campo Aberto. Para os textos integrais consultar as referidas
páginas ou a respectiva edição em papel.

PNED = Porto e Noroeste em Debate

Anénoma gigante liga Matosinhos ao Porto

Elemento escultórico ficará instalado na Rotunda da Circunvalação junto à
praia do mesmo nome
alice rios

A Sociedade Pólis-Matosinhos vai lançar, nos próximos dias, o concurso
público para a execução da peça de arte urbana a instalar na Praça da Cidade
de S. Salvador, vulgo Rotunda da Circunvalação, junto à praia do mesmo nome,
no limite dos concelhos de Matosinhos e do Porto.

Remate do Passeio Atlântico

A Rotunda da Praça Cidade de S. Salvador remata a obra do Passeio Atlântico,
em Matosinhos, e faz o encaixe dos projectos de Souto Moura e de
Solà-Moralles, na cidade do Porto.

Elevador não devia ter sido prioridade

Vereador Rui Sá diz estar arrependido de ter votado favoravelmente a
construção do funicular dos Guindais
nuno silva

Pelos prejuízos que a sua construção tem acarretado para a população, o
elevador dos Guindais não deveria ter saído do papel. A ideia foi
sublinhada, ontem, pelo vereador da CDU, Rui Sá, no decurso de uma visita à
zona, para se inteirar dos problemas originados pela edificação do
funicular. O autarca admitiu, mesmo, estar arrependido de ter votado
favoravelmente o projecto. “Se soubesse o que sei hoje, esta obra nunca
seria uma das prioridades da Porto 2001. Não veio resolver qualquer
problema, antes pelo contrário”, justificou Rui Sá, lembrando os
desalojamentos de famílias e os elevados custos da empreitada.

Gondomar recupera Bairro de Carreiros

Apesar de ter sido inaugurada há apenas cinco anos, a urbanização construída
no âmbito do PER apresenta uma degradação avançada
erika nunes

Ainda não tem cinco anos de existência, mas já apresenta a degradação de
outros bairros mais antigos. Quem habita na urbanização de Carreiros, em Rio
Tinto, já teme pela vida, por causa das infiltrações de água, que tanto
deformam tectos e paredes, como já provocaram curtos-circuitos e,
consequentemente, incêndios. Ao todo, numa dezena de prédios, a urbanização
conta com mais de 250 fogos.

Leões voltam à sua Praça recuperando a tradição

Em frente à Faculdade de Ciências do Porto, já se avista a estrutura que
suportará a fonte, que ali foi colocada em finais do século XIX
Maria Leonor Paiva

A Praça dos Leões está praticamente concluída, faltando somente… os leões.
Pelo menos, a estrutura que suportará a fonte já lá está. No entanto, as
palmeiras continuam rodeadas por ferros e caixas de cimento e ainda há
maquinaria e areias espalhadas.

Lordelo expõe problemas das ilhas e bairros

A Comissão Instaladora da INTER ASSOCIAÇÕES ­ composta, entre outras, por
associações e colectividades de bairros e ilhas do Porto ­ reúne-se, hoje,
às 21 horas, na sala da cultura da Junta de Freguesia de Lordelo do Ouro,
com o presidente da Assembleia Municipal, Álvaro Castelo Branco, e o
director do Centro Distrital de Segurança Social, Rui Pedroto. A
participação é aberta a todos os moradores de bairros e ilhas do Porto, uma
vez que serão abordadas questões do interesse.

Polis cria centro ambiental na margem direita do Ave

Vila do Conde vai aproveitar o Programa de Requalificação Urbana e
Valorização das Cidades para lançar um projecto útil e pedagógico
CÉU SALAZAR

O Polis, Programa de Requalificação Urbana e Valorização das Cidades, vai
dotar Vila do Conde de um Centro de Monitorização Ambiental.

Recuperação do Freixo deixou museu de fora

Trabalhos no Palácio e na zona envolvente dados por concluídos
jorge vilas

As obras de recuperação da Zona Cultural do Freixo foram dadas por
concluídas, mas o Museu de Imprensa ficou de fora. Isto é, a Somague, a quem
o projecto de Fernando e Bernardo Távora havia sido adjudicado, deu por
terminados os traballhos correspondentes acerca de2/3 da totalidade do
espaço e está a retirar os equipamentos de apoio do local.

Uma obra sempre envolta em polémica

A Zona Cultural do Freixo viveu sempre envolta em polémica, mas é
assinalável a obra de revitalização realizada no espaço oriental do Porto. A
primeira teve a ver com o projecto em si. Fernando Távora previa partir a
meio as antigas instalações da Fábrica Harmonia e colocar cada uma das
metades de um lado e do outro do Palácio do Freixo. Levantaram-se “vozes”
contra esse desejo e a Câmara do Porto cedeu. Três anos depois, a Câmara de
Gondomar autorizou a construção de enorme edifício a escassas centenas de
metros do Palácio do Freixo, considerado monumento nacional. As tais
“vozes”, desta feita, ficaram caladas.

 
Barcelos :

Apoio municipal a 428 famílias

Melhoradas candições das habitações
CONCEIÇÃO ROCHA

Nos últimos três anos, a Câmara Municipal de Barcelos apoiou 428 famílias,
através de subsídios para a melhoria das suas habitações. No total, a
autarquia investiu mais de um milhão de euros, no âmbito dos programas de
apoio à habitação social e ao pagamentode renda. No que se refere aos
subsídios para melhoria das condições habitacionais, a Câmara comparticipou
183 agregados familiares, tendo em consideração que estes viviam em espaços
sem os condicionalismos mínimos de higiene, segurança e conforto. Os
subsídios atribuídos, ao abrigo do programa de Apoio à Habitação Social,
foram direccionados para o apoio à construção de habitação própria ou à
reconstrução/ampliação e melhoria das já existentes.

Caminha :

Areia junto ao cais encalha ferry-boat

Problema começou há dois meses quando as dragas foram enviadas para retirar
crude do “Prestige”
LUÍS ALMEIDA

O ferry-boat que garante a travessia fluvial entre Caminha e a A Guarda, no
rio Minho, está novamente condicionado pela altura das marés, devido à
formação de uma língua de areia junto ao cais de atracação da margem
portuguesa.

Castelo de Paiva :

Associação acusa areeiros de ilegalidades no Douro

Familiares das vítimas de Entre-os-Rios querem saber onde está o cheque de15
mil euros entregue àJunta de Freguesia de Pedorido
manuel vitorino

A Associação dos Familiares das Vítimas da Tragédia de Entre-os-Rios quer
que o tribunal oiça 16 pessoas que, alegadamente, estão envolvidas na
derrocada da ponte Hintze Ribeiro. Na lista, consta o nome do engenheiro
Mário Fernandes, antigo director do Instituto de Navegabilidade do Douro
(IND), bem como o de sete empresários que faziam a extracção de areias do
Douro. O processo já deu entrada no Tribunal de Castelo de Paiva.

Aveiro :

Bombeiros sem meios para fogos em prédios altos

No raio de 40 quilómetros não há corporações que possuam uma escada
articulada com metros suficientes para resgates
joão paulo costa

Se houver um incêndio que obrigue os bombeiros a resgatar alguém nos maiores
edifícios de Aveiro, as pessoas que precisem de socorro não podem ser
ajudadas. “No concelho e arredores, não há uma escada com braço articulado
com 45 metros, que vá buscar quem necessite de ajuda nas alturas. A mais
próxima está em Espinho”, afirmou, ao JN, o presidente da Direcção dos
Bombeiros Velhos de Aveiro, Vítor Silva.

Santa Maria da Feira :

Casa da Animação nos bairros sociais

Câmara vai criar espaços juvenis e centros de atendimento nos
empreendimentos
salomão rodrigues

A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira vai criar centros de atendimento
e espaços de animação juvenil nos empreendimentos de habitação social. Esta
intenção foi anunciada, anteontem, em Ferradal, Fiães, na entrega das
últimas habitações a 12 famílias carenciadas.

Alto Minho :

Espanhóis cobiçam ilhas do rio Minho

Linha de fronteira na origem de alguns litígios diplomáticos
LUÍS OLIVEIRA

No rio Minho, há dezenas de ilhas que despertam a cobiça de espanhóis e de
portugueses e já criaram litígios entre autarcas de ambas as margens. Muitas
são de privados. Outras são alvo do interesse de investidores. Casos da Ilha
Grande, que a Comissão Internacional de Limites, em comunicação recente,
disse pertencer a Espanha, e das ilhas dos Amores e da Boega, em Vila Nova
de Cerveira.

Braga :

Estudo faz testes à qualidade do ar

Resultado dos quinze postos de medição só serão conhecidos no mês de Abril
MAGALHÃES COSTA

Braga é uma das cidades do norte escolhidas pela Direcção Regional do
Ambiente (DRA) para o desenvovimento ­ já em curso – da medição da poluição
atmosférica, no âmbito da campanha “Tubos difusores”. Quinze postos de
medição do ar, encontram-se espalhados pela cidade e por várias freguesias
do concelho. Os primeiros resultados, segundo Maria Rosário Norton, da DRA,
serão conhecidos em finais do próximo mês de Abril.

Guimarães :

Giestal não aguenta ruído gerado na A7

Moradores reclamam barreiras de protecção sonora
ARMINDO CACHADA

Os ruídos provocados pelo tráfego na auto-estrada n.º 7 (A7), na zona entre
a Igreja de S. Critóvão do Selho e a Ponte de Nevogilde, em Guimarães, há
muito que mantêm a população da área em sobressalto. A poluição sonora não
só lhes perturba o descanso nocturno, como lhes provoca insegurança quando
circulam na estrada que lhe é paralela, por onde passam as crianças da
escola. O excessivo barulho criado na A7 não deixa perceber claramente o
ruído da aproximação de viaturas na via e o perigo é grande.

Esposende :

Valentim Ribeiro será remodelada
Arranjo urbanístico custará 190 mil euros

Depois de concluída a intervenção na Rua do Conde Castro, que transformou a
artéria em zona pedonal, a Câmara Municipal de Esposende lançou o concurso
para o arranjo urbanístico da Avenida Valentim Ribeiro.

Público

Memória da Cidade
Por JOSÉ MANUEL LOPES CORDEIRO

Como é conhecido, em Dezembro de 2001, a Região Vitícola do Alto Douro foi
classificada pela UNESCO como Património da Humanidade. TEXTO

Construção de Rio Tinto É Feita “ao Callhas”
Por LUÍSA PINTO

Conhecido por abrigar uma grande comunidade cigana, que teima em continuar a
“habitar” as muitas barracas que se espalham por uma encosta, o lugar da
Triana, na Areosa, no concelho de Gondomar, tem vários problemas que alguns
eleitos pelo Partido Socialista (PS) para os órgãos autárquicos locais
quiseram, ontem, mostrar. TEXTO

Recuperação do Cineteatro Garrett Só Ficará Pronta em 2005
Por A.T.M.

O vereador com o pelouro da Cultura da Câmara da Póvoa de Varzim estima que
só “dentro de dois anos” ficará concluída a recuperação do Cineteatro
Garrett, uma sala de espectáculos que é do município e que foi encerrada
devido ao seu adiantado estado de degradação. TEXTO

A Ponte Que Não Ia Dar a Lado Algum Já Tem Acessos
Por ÅNGELO TEIXEIRA MARQUES

Há cinco anos que Santo Tirso dispunha de uma ponte moderna sobre o rio Ave
e o caminho-de-ferro (ramal Lousado-Guimarães), mas não tinha saída num dos
lados. O que havia era um morro! Por isso, essa travessia era utilizada como
estacionamento por automobilistas que se dirigiam à vizinha estação
ferroviária. TEXTO

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@egroups.com

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogroups.com e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@egroups.com

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@egroups.com

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

http://www.egroups.com/group/pned

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: http://br.yahoo.com/info/utos.html

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário