• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

[PNED] 29 Dez/ Desertificação?
(Para qualquer problema relativo a esta lista, seguir por favor as
instruções que constam do rodapé desta e de todas as mensagens.)

Destaque: Desertificação?

Parece que não haveria alternativa: ou se deixa desertificar ainda mais o
interior rural, ou se consente maior intensidade de construção “para fixar
as populações”. O que se diz hoje a propósito de Ponte de Lima surge
frequentemente a propósito de outros locais. Como é que isto se conjuga com
as estatísticas segundo as quais os planos directores municipais prevêem já
construção para o triplo da população actual do país? Claro, cada caso é um
caso. Até agora a legislação existente ou a forma como é aplicada teve por
resultado um urbanismo forma geral arrepiante não só nos grandes centros mas
até em pequenas cidades, vilas e aldeias! A fealdade e a ruptura
paisagística alastra imparavelmente. Às vezes chega-se a pensar que tinha
que ser assim, não havia outro remédio, que esse é o preço inevitável a
pagar pela melhoria das condições de conforto da população. Mas quando vemos
que noutros países europeus se manteve uma distinção nítida entre os grandes
centros e a paisagem rural, e que esta preservou, apesar da melhoria em
conforto, algumas características que a distinguem claramente da paisagem
urbana, começa-se a pensar que simplesmente os portugueses não quiseram ou
não souberam fazê-lo. Noutros países, apesar dos erros cometidos,
conseguiu-se começar a corrigir alguns deles, pelo menos em certas regiões.
Não é fácil tirar conclusões a não ser que ainda não se encontrou entre nós
a abordagem equilibrada capaz de conciliar melhoria das condições de vida e
conforto e equilíbrio urbano e paisagístico.

Seguem-se os resumos das noticias de interesse urbanístico e ambiental
relativas a 29 de Dezembro de 2002 tal como constam das páginas electrónicas
do JN e do Público Porto. Para qualquer dúvida ou para a leitura dos
textos integrais, recomenda-se a consulta das referidas páginas ou das
respectivas edições em papel. A selecção é da responsabilidade da Associação
Campo Aberto.

PNED = Porto e Noroeste em Debate

29 de Dezembro de 2002

JN

Limpar os estragos da cheia a pensar quando é a próxima

Comerciantes das zonas ribeirinhas contabilizam prejuízos avultados e
reclamam contra falta de apoios, temendo que amanhã o Douro volte a invadir
as margens de Porto e Gaia
hugo silva

Finda a tormenta, com o Douro a voltar ao leito, as gentes ribeirinhas
trataram de limpar os destroços das cheias. Miragaia, Afurada, ribeiras de
Porto e de Gaia devolveram a água ao rio. Moradores e comerciantes
arregaçaram as mangas e tentaram remediar o que foi possível, fazendo contas
aos estragos avultados. Um fado que já conhecem de cor. E que, temem, pode
repetir-se em breve.

Multidão fez transbordar o novo Pavilhão da Água

No primeiro dia de borlas, contaram-se cerca de 600 visitantes e muita gente
ficou à porta
hugo silva

Uma verdadeira multidão inundou, ontem, o Pavilhão da Água, no Parque da
Cidade do Porto. Um dia depois da inauguração oficial, o equipamento recebeu
cerca de 600 visitantes. E muitas dezenas de pessoas, mesmo depois de
esperar quase uma hora para entrar, tiveram que ir para casa sem fazer a
visita.

Ponte de Lima :

Autarquias querem que PDM liberte terras para construção

Juntas acenam com a desertificação do mundo rural
LUÍS OLIVEIRA

Terminou, no passado dia 19, a fase de consulta pública à revisão do Plano
Director Municipal (PDM) de Ponte de Lima. Entre as inúmeras recomendações,
propostas por entidades públicas e privadas, o destaque vai para a exigência
de mais terrenos para construção nas freguesias. Conscientes das
dificuldades que a proposta acarreta, autarcas acenam com a desertificação
do mundo rural, caso nada seja feito para fixar as populações.

Braga :

Cinema S. Geraldo à beira da demolição

Velha casa de espectáculos, encerrada há 12 anos, ainda continua intacta,
mas a Igreja, dona do imóvel, tem outros planos em vista
PEDRO LEITÃO

O velho cinema S. Geraldo, em Braga, tem os dias contados. A demolição do
interior do imóvel deverá acontecer no próximo ano. Um projecto de
reaproveitamento deita por terra qualquer esperança que ainda restasse para
a reactivação da segunda maior sala de espectáculos da cidade. Será a
machadada final, na sequência do seu encerramento, ocorrido há 12 anos. Por
ironia do destino, foi com o filme “E tudo o vento levou” que o “S. Geraldo”
conseguiu a adesão do público, na sua inauguração, em 1950.

Trofa :

Descarga de nafta poluiu rio em vários quilómetros

Uma descarga de nafta poluiu o rio Trofa, no mesmo concelho, ao longo de
três ou quatro quilómetros, causando prejuízos em terrenos agrícolas e de
pasto. A denúncia foi feita pela Associação para a Defesa do Ambiente e
Património na Região da Trofa.

terras de bouro :

Empresários querem mais turistas a visitar o Gerês

Hoteleiros manifestam-se críticos, por alegada inépcia das autoridades
Gil Diniz

Os principais operadores turísticos da vila do Gerês estão descontentes com
a falta de promoção da região. “O Gerês não só deve ser bem tratado como é
preciso apresentá-lo bem”, afirma Armando Carvalho Araújo, porta-voz do
neófito Grupo de Promoção Turística do Gerês.

arcos de valdevez :

Inaugurada loja de produtos locais

LUÍS OLIVEIRA

Com o objectivo de valorizar a produção agrícola da região, a ValdeLima,
Cooperativa Polivalente de Desenvolvimento Rural, inaugurou, em Arcos de
Valdevez, uma loja de produtos tradicionais.

Público

Quinta do Leite, em Cedofeita, Continua por Demolir
Por MARGARIDA GOMES

Quinta do Leite, uma ilha municipal sem quaisquer condições de
habitabilidade, na Travessa de Salgueiros, na freguesia de Cedofeita
(Porto), não foi demolida porque a única famÌlia que ainda lá vive resiste
em abandonar o local. TEXTO

CDU Denuncia atentado à Saúde Pública em Aterro de Penafiel

CDU acusou a empresa responsável pela exploração de um aterro sanitário
intermunicipal de Rio Mau, Penafiel, de operar em flagrante desrespeito para
com as leis de protecção do ambiente. Em comunicado, aquela coligação
considera mesmo a empresa ìresponsável por um atentado à saúde pública dos
cidadãos de Rio Mau e enumera um conjunto de situações que considera
prejudicarem o ambiente. TEXTO

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@egroups.com

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogroups.com e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@egroups.com

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@egroups.com

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

http://www.egroups.com/group/pned

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: http://br.yahoo.com/info/utos.html

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário