• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

[PNED] 24 Dez/ Consoada
24 de Dezembro de 2002

JN

Dezenas de prédios a cair no Bairro da Sé

Câmara do Porto aplicará 125 mil euros em obras urgentes, até fim de
Janeiro, enquanto define o que vai demolir, recuperar ou vender
carla sofia luz

Há 47 prédios da Sé em ruína a necessitar de intervenção imediata, de um
total de 80 em mau estado. Sete pertecem a privados e 40 são municipais. Com
o diagnóstico concluído, o Plano de Emergência para o bairro acaba, após
cinco meses de tutela pelo Governo Civil, e dá lugar a um programa da Câmara
do Porto, que investirá 125 mil euros nas reparações urgentes até finais de
Janeiro.

Preços para os utentes da Póvoa em discussão

Mário de Almeida propôs manutenção de preços enquanto linha de Metro não
estiver pronta. Tarifário agrava preços em 20 cêntimos
carla sofia luz e hugo silva

A Comissão Executiva da Empresa do Metro do Porto vai estudar a
possibilidade de manter os preços actuais para os utentes da extinta linha
da Póvoa, mesmo com a entrada do novo tarifário, no início de 2003.

Viana do Castelo: Associação empresarial quer embargo do interface
Pedido já foi entregue no Tribunal Administrativo do Porto. Organismo
considera que a obra é ilegal, por não dispor de plano de pormenor

A Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC) já avançou com o pedido
de embargo do interface da cidade, por considerar que a obra é ilegal. “A
lei diz claramente que é necessário um plano de pormenor e, como esse plano
não existe, a obra está ilegal”,referiu, à Agência Lusa, o presidente do
organismo, Adelino Veloso, precisando que o pedido de embargo deu entrada na
semana passada no Tribunal Administrativo do Porto. O presidente da Câmara
Municipal de Viana do Castelo, Defensor Moura, mostrou-se tranquilo em
relação à questão, manifestando a sua convicção de que não é preciso
qualquer plano de pormenor.

guimarães :

“Dizer mal das torres de Vila Flor é uma atitude pacóvia”

António Magalhães, duro para com críticos da política urbanística, garante
que cortes orçamentais não colocam em causa obras
JOAQUIM FORTE

Ataca duramente os críticos da política urbanística da Câmara e esgrime o
que está estabelecido no Plano Director Municipal. António Magalhães
reconhece que o Orçamento para o ano que vem é de contenção, mas diz que não
abdica de grandes obras como o centro cultural e o novo mercado municipal.
Tem havido muitas críticas à política urbanística na envolvente do Centro
Histórico. Os críticos perderam a batalha em toda a linha. Sabem tanto de
urbanismo como eu. Metem-se a discutir coisas que não conhecem, nem sequer
pela rama… Só se deve pronunciar sobre questões de fundo quem sabe das
coisas.

Estarreja: Investimento autárquico 2003 destaca parque eco-industrial
Infra-estrutura pioneira prevê o tratamento de efluentes e o acolhimento
preferencial de empresas amigas do ambiente

A Assembleia Municipal de Estarreja aprovou, ontem, o Plano de Actividades
para 2003, suportado num orçamento de 30 milhões de euros (seis milhões de
contos), o maior de sempre daquela autarquia, privilegiando dotações para um
parque eco-industrial. Considerado pelo presidente da Câmara de Estarreja,
José Eduardo Matos, como “uma peça central da estratégia de desenvolvimento
económico do concelho”, o parque eco-industrial é um investimento global de
8,5 milhões de euros (1,7 milhões de contos), candidatado a co-
financiamentos da Comunidade Europeia, concretizável em cinco fases, e a
desenvolver numa área de 15 hectares ao longo de oito meses.

Público

Empresários de Viana Pedem Embargo do Interface

TEXTO

Câmara do Porto Decide em Janeiro o Que Fará Aos Seus Prédios na Sé
Por JORGE MARMELO

Cinco meses e uma semana depois do seu início, chegou ao fim o Plano de
Emergência do Bairro da SÈ, criado por iniciativa do governador civil do
Porto, Manuel Moreira. TEXTO

CDS de Vila do Conde Contesta Metro do Porto

do Porto TEXTO

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@egroups.com

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogroups.com e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@egroups.com

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@egroups.com

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

http://www.egroups.com/group/pned

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: http://br.yahoo.com/info/utos.html

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário