• Abr : 24 : 2019 - Poluição Luminosa
  • Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto

2 de Dezembro de 2002

JN

Ambientalistas querem saber mais sobre a revisão do PDM

Associações sem acesso a dados sobre o processo As associações ambientalistas Campo Aberto e Olho Vivo criticam o modelo da Comissão Mista de Acompanhamento do Plano Director Municipal do Porto, pelo facto de o mesmo ser “fechado à participação dos cidadãos e suas associações”.

Cardoso pede suspensão do tarifário do Metro

Ex-autarca e ex-administrador da empresa contesta preços apresentados e defende criação de bilhete único mais barato hugo silva

Não há condições para implementar o tarifário apresentado para o Metro. Nuno Cardoso, ex-presidente da Câmara do Porto e ex-administrador da Empresa do Metro, junta-se às vozes de protesto contra os preços a pagar pelos utentes e não tem dúvidas: “O tarifário tem que ser suspenso. Está feito numa perspectia intermodal, que não vai ser uma realidade desde já. Está-se a vender gato por lebre.” “As pessoas vão pagar um serviço para o futuro, não se sabe quais as outras empresas que vão aderir nem quando isso será efectivo. Mas no dia 7 de Dezembro não é.

Cesteiros de todo o país reunidos em Vila do Conde

Dezassete artesãos trabalham ao vivo, mostrando o aproveitamento de recursos como o vime, salgueiro, junco, esparto ou a palha-silva Céu Salazar

“O País dos Cestos” abriu as portas, ontem à tarde, em Vila do Conde. Uma iniciativa que decorre numa tenda improvisada na ala central dos Jardins da Avenida Júlio Graça. A cidade abriu-se de novo aos artesãos, nesta primeira feira temática de artesanato, dedicada aos cestos e entrançados, reunindo o melhor desta arte tradicional portuguesa, num espaço divido em 25 bancas, com 17 artesãos a trabalhar ao vivo.

Câmara não cumpre permuta aprovada

Decisão do Executivo de Matosinhos previa troca de casa por razões humanitárias alice rios

A Câmara de Matosinhos aprovou, “por razões humanitárias”, em Abril do ano passado, a aquisição de um habitação, com o objectivo de a permutar com outra, que, devido a barreiras arquitectónicas, obrigava ao isolamento de uma jovem com grave deficiência motora. A proposta foi aprovada por unanimidade e o prédio adquirido, mas, agora, a Câmara recusa fazer a permuta. O pai da deficiente não se conforma e ameaça pôr a autarquia em tribunal.

Infantário protesta contra novo leilão de terreno

As crianças, pais e educadores do Infantário de Carolina Michaelis, no Porto, manifestam-se amanhã contra uma nova tentativa da Direcção-Geral do Património (DGP) de alienar um terreno que estava prometido há 30 anos àquela instituição. A primeira tentativa de venda em hasta pública ocorreu em 24 de Outubro, mas não apareceu qualquer interessado no terreno, que está fortemente condicionado, segundo o infantário, pelos compromissos assumidos anteriormente. A Câmara do Porto, que vendeu o terreno à então Direcção-Geral de Construções Escolares, apenas viabiliza, segundo o Infantário de Carolina Michaelis, a construção daquilo que levou à transacção: um infantário.

Outra vez o eléctrico

Por que não pô-lo a circular na Avenida dos Aliados?

Estou inteiramente de acordo com o depoimento que o arquitecto Souto Moura prestou ao JN a propósito da introdução do Metro na Avenida da Boavista.

S. J. Pesqueira : Atentado ambiental no rio Douro

Almeida Cardoso

O rio Douro está a ser alvo de mais um atentado ambiental. No lugar de Ferradosa, S.João da Pesqueira, a ribeira da Tranqueira está a poluir o rio Douro, onde desagua.

vale do ave : Projecto fronteiriço recupera cultura castreja
JOAQUIM FORTE

Promover a cultura castreja do Noroeste Peninsular é o principal desígnio do projecto que envolve a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave (Adrave), Universidade do Minho e Xunta da Galicia. A candidatura, já apresentada ao Programa Transnacional Interreg, prevê um orçamentado de 850 mil euros, para um período de execução de dois anos (2003-2004). Com este projecto, os promotores almejam criar uma rede temática, uma rota da cultura castreja de cariz transfronteiriço, acções de animação e divulgação para atraír turistas.

braga : ASPA conquista utilidade pública

Sede prevista no Museu D. Diogo deSousa MAGALHÃES COSTA

Em ano das comemorações dos seus 25 anos, a Associação de Defesa do Património de Braga (ASPA) recebeu prenda dupla: o estatuto de utilidade pública e uma nova sede. O Governo tomou a dcisão de reconhecer uma das instituições mais emblemáticas da cidade, torneando o “veto” da Câmara de Braga, que, ao longo dos últimos cinco anos, sempre impediu a ASPA de obter aquele estatuto.

aveiro : Reserva de S. Jacinto com ordenamento atrasado Coordenador assume preocupações e responsabiliza comissão José Carlos Maximino A delegação de Aveiro da associação ambientalista Quercus está preocupada com alegados atrasos na conclusão – e entrada em vigor – do plano de ordenamento da Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto, O plano, da responsabilidade do Instituto de Conservação da Natureza (ICN), há-de definir as políticas de salvaguarda e conservação da reserva, classificada como área protegida de interesse nacional,

Público

Siza Vieira Sente Um Desgosto Absoluto em Relação ao Estado da Cidade do Porto
Por JORGE MARMELO
Siza Vieira abriu o livro. TEXTO

“Um Acto de Amor para com Um Monumento”
Por ABEL COENTRÃO

Quis o acaso – ou a assinatura de Durão barroso, que acabou com uma espera de uma década – que a ASPA recebesse o estatuto de utilidade pública na mesma semana em que o Passeio Público visitou um dos monumentos mais caros a esta associação de defesa do património sedeada em Braga. TEXTO

OPINIÃO
Um Olhar Sobre Estratégias
Por ANTÓNIO GONÇALVES

O planeamento físico das cidades é uma das competências que, com maior ou menor êxito, tem sido perseguido pelos municípios. Os esforços desse planeamento são já recônditos e alguns dos espaços urbanos – que até merecem hoje em dia medidas de requalificação – surgiram, já na sua génese, como resultado de planos. TEXTO

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Para difundir mensagens escreva para: pned@egroups.com

Para assinar a lista envie mensagem sem assunto para: pned-subscribe@yahoogroups.com e com o corpo da mensagem vazio.

Para cancelar a assinatura envie mensagem em que o único texto é “unsubscribe PNED” (sem assunto/subject) para: pned-unsubscribe@egroups.com

Para contactar directamente os coordenadores da lista envie mensagem a: pned-owner@egroups.com

Se quiser informar-se das várias possibilidades para a leitura das suas mensagens ou da forma de alterar os seus dados pessoais, pode consultar:

http://www.egroups.com/group/pned

Neste grupo não são permitidas mensagens com anexos.

=============== PNED: Porto e Noroeste em Debate ===============

Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: http://br.yahoo.com/info/utos.html

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário