• Ago : 11 : 2014 - Apelo ao boicote de alimentos com milho transgénico
  • Nov : 23 : 2011 - Petição pela salvaguarda das Sete Fontes
  • Jul : 6 : 2011 - Perigo para Paisagem Protegida Valongo
  • Jun : 17 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação – resposta da C.M. Porto
  • Jun : 15 : 2010 - Corte de Árvores na Circunvalação

Porto e Noroeste

26 a 30 de Agosto

26 de Agosto

JN

Mato anexo à Petrogal é convite para as chamas Dois incêndios em poucas horas
põem em risco depósitos de gás. Terreno pertence à empresa mas está abandonado
Hugo Silva Dois incêndios deflagraram, com intervalo de poucas horas, num
matagal anexo ao parque de gás da Petrogal, em Leça da Palmeira, concelho de
Matosinhos, pondo a descoberto os riscos de um grave acidente naquela unidade.
http://jn.pt/textos/out2037.asp
http://jn.pt/textos/out2037.asp

Montanhas vigiam uma aldeia especial Searenses, em Gondomar, prezam a
comunhão com a natureza e o entendimento com o próprio corpo, através da
macrobiótica Maria Leonor Paiva São 13, entre adultos e crianças; vivem em
casinhas de madeira, numa tela de verdes, castanhos e cheiros ancestrais;
cuidam das suas próprias hortas, de onde alimentam corpo e alma… e são
vigiados por enormes montanhas. É uma Eco-aldeia, de nome Seara – a sete
quilómetros da barragem de Crestuma/Lever, na freguesia de Melres, em Gondomar
– onde os habitantes, seja qual for a idade, andam de baloiço… http://jn.
pt/textos/out2038.asp
http://jn.pt/textos/out2038.asp

Verdes lagoas em saudável solidão Piscinas naturais do rio Cabril são um
paraíso meio perdido no cimo da serra para aliviar calores da estirada e
regenerar alma PEDRO LEITÃO São lagoas verdes para a vista e verdes lagoas
para a alma, mas de águas cristalinas, em leito granítico do rio Cabril, nos
píncaros da Serra do Gerês, já na vertente de cordilheiras, que desce para
Montalegre. http://jn.pt/textos/out2051.asp
http://jn.pt/textos/out2051.asp

Sapatilhas, binóculos e máquina fotográfica a tiracolo Visitar o Douro é
sempre uma viagem de sonho. Mesmo que não seja a primeira. Mas, para disfrutar
de todos os momentos da visita, há elementos que não se podem levar no
esuqecimento. Primeiro, se decidir visitar a região nesta altura e pensar fazer
grandes caminhadas, há, para já, duas coisas que não podem ser esquecidas: uma
é o calçado, que deve ser apropriado ao terreno irregular. Aconselham-se
sapatos com sola de borracha. E a segunda éo protector solar. Lá diz o povo que
no Douro há duas estações: Inverno e inferno. http://jn.pt/textos/out2055.asp
http://jn.pt/textos/out2055.asp

Leiria: Autarcas criticam poluição da costa Movimento cívico exige mais
fiscalização Sílvia Reis O movimento informal de contestação à poluição da
orla costeira na região de Leiria conseguiu já apoios de vários autarcas da
região. A iniciativa visa alertar as autoridades para a contaminação das águas
do mar, que em muitos dia, é visível desde a praia do Pedrógão (concelho de
Leiria) até à vila da Nazaré. http://jn.pt/textos/out20510.asp
http://jn.pt/textos/out20510.asp

Viana do Castelo: Bairro de Darque vai ser recuperado abílio faria Através
de um acordo celebrado entre a Câmara de Viana do Castelo e o Instituto de
Gestão e Alienação do Património Habitacional do Estado (IGAPHE), vai ser
recuperada a zona envolvente do degradado bairro social de Darque, onde vivem
650 pessoas. O IGAPHE assume, como proprietário do bairro e dos terrenos anexos,
o pagamento das obras (arranjos exteriores e infra-estruturas), enquanto a
autarquia executa o plano de intervenção e promove a realização dos trabalhos
que, em termos globais, ascendem a 74 5 mil euros (143 mil contos). Terminada a
intervenção, os espaços envolventes do bairro, distribuídos por dois corpos de
edifícios, passam para o património do município, que assegurará, a partir de
então, a sua manutenção. http://jn.pt/textos/out20512.asp
http://jn.pt/textos/out20512.asp

Público

Entrevista com Seixas da Costa
Seixas da Costa, o embaixador que, numa decisão polémica do Governo, foi
transferido das Nações Unidas para a Organização de Segurança e Cooperação na
Europa, em Viena, fala sobre o impacte da emigração em Trás-os-Montes e alerta
para o perigo de a Região Norte deixar de receber fundos comunitários a partir
de 2007. TEXTO
“A Emigração É Trágica, Porque Não Permite Sustentar Raízes”

Dois Incêndios nas Imediações do Parque de Gás da Petrogal
Por ANDREA CUNHA FREITAS
O primeiro fogo irrompeu anteontem à noite, por volta das 22h00, nos terrenos
situados próximo dos depósitos de gás da Petrogal, em Leça da Palmeira,
Matosinhos. Depois de devorar uma área de mato e lixo, o incêndio acabou por
ser dominado já durante a madrugada e considerado extinto pelas quatro da manhã.
TEXTO

27 de Agosto

JN

Centros históricos escondem riquezas Visitas guiadas a património de vilas e
cidades do Alto Minho revelam belezas escondidas. Iniciativa encerra em
Setembro LUÍS OLIVEIRA A antiga judiaria de Viana do Castelo, a torre da
cadeia de Ponte de Lima e a praça forte de Valença constituem alguns dos locais
de interesse histórico da região dados a conhecer aos turistas no programa das
visitas guiadas. http://jn.pt/textos/out3051.asp
http://jn.pt/textos/out3051.asp

Viseu: Câmara não desiste do IP5 Parecer negativo do Ambiente não é entrave
para a autarquia TERESA CARDOSO A transformação do Itinerário Principal nº 5
(IP5) numa via com perfil de auto-estrada, ao longo de 172 quilómetros, entre
Aveiro e Vilar Formoso, tem, no sublanço entre Boaldeia e Mangualde, um dos
processos mais polémicos. Para este troço, de 35 quilómetro s, o consórcio
responsável, a Lusoscut, apresentou duas alternativas principais: a solução 1,
construção de uma variante que contorna a cidade de Viseu por sul; e a solução
2, que aponta para a duplicação de grande parte do actual traçado. http://jn.
pt/textos/out30511.asp
http://jn.pt/textos/out30511.asp

Santa Maria da Feira: Corticeira cresce à revelia do PDM PS acusa Câmara de
ignorar pareceres dos técnicos Salomão Rodrigues Uma empresa de cortiça,
localizada a poucos metros do centro da cidade de Fiães, Santa Maria da Feira,
está a proceder a obras de ampliação contra os pareceres dos serviços técnicos
da autarquia. A denúncia foi feita pela socialista Carla Pinto e reiterada pelo
líder da oposição, Costa Amorim (PS), na última reunião de Câmara. O vereador
socialista afirmou que estas obras só são possíveis devido “ao beneplácito do
executivo”, liderado por Alfredo Henriques (PSD). O presidente da autarquia
respondeu às acusações, considerando que, “não se pode criar problemas às
empresas para não colocar a sua sobrevivência em causa”. http://jn.
pt/textos/out30513.asp
http://jn.pt/textos/out30513.asp

Marinha Grande: Moradores recusam demolição de casas Plano de Pormenor da
Zona Desportiva obriga a expropriar várias famílias que rejeitam a localização
e condições das novas moradias HELENA SIMÃO “Isto era um cantinho do céu!”.
Maria de Lurdes, de 70 anos, nasceu na rua Ferreira de Castro, no bairro de
Casal de Malta, na Marinha Grande, onde ainda reside. Mas, agora, teme ser
obrigada a sair da sua casa. É que a Câmara, ao abrigo do Plano de Pormenor da
Zona Desportiva, aprovado desde 1992, pretende expropriar os moradores daquela
rua, oferecendo-lhes em troca um apartamento de habitação social, já que
aqueles prédios estão em avançado estado de degradação. Os moradores não
aceitam e garantem que só saem a rrastados pela Polícia. http://jn.
pt/textos/out30523.asp
http://jn.pt/textos/out30523.asp

Público

Bairro de Parceria e Antunes, no Porto, Começa Hoje Ser Demolido
Por LUÍSA PINTO
Não está agendada nenhuma cerimónia, não deve haver nenhum político por perto
para assistir hoje ao início dos trabalhos que vão conduzir à demolição total
do Bairro de Parceria e Antunes, contíguo à Maternidade de Júlio Dinis, no
Porto, para dar lugar ao já há muito anunciado Centro Materno-Infantil do Norte
(CMI), uma estrutura hospitalar pensada para concentrar os serviços que hoje em
dia são garantidos pelos hospitais de Crianças Maria Pia e Santo António e pela
própria maternidade. TEXTO

Câmara de Viseu Compromete-se a Defender Interesses dos Vitivinicultores
Por MARIA ALBUQUERQUE
A Câmara Municipal de Viseu está disposta a defender os interesses dos
vitivinicultores da zona onde está previsto passar o novo troço do IP5, com
perfil de auto-estrada, a sul da cidade. TEXTO

Música e Artesanato na Foz
Por VANDA MENDONÇA
Quadros, esculturas, colchas de tear, vestuário, bijuteria, objectos
decorativos, mel, bolos, chouriços… Tudo isto, e muito mais, pode o visitante
encontrar na XII Feira de Artesanato da Foz do Douro, no Jardim do Passeio
Alegre. Ao todo, mais de 120 artesãos nacionais, representantes de 67 concelhos,
expõem as suas obras por 160 pavilhões, recheados do melhor que se faz à mão no
nosso país. TEXTO

28 de Agosto

JN

Avenida da Prelada continua encalhada Ligação directa da Avenida de França à
Via de Cintura Interna esbarrou num diferendo entre um senhorio e um inquilino
JORGE VILAS Apresentada como um dos primeiros exemplos da comunhão de esforços
entre o sector privado e o público – no caso, a Câmara Municipal do Porto -, a
nova avenida da Prelada encalhou há quatro anos, aproximadamente, no que parece
ser um beco sem saída. http://jn.pt/textos/out4032.asp
http://jn.pt/textos/out4032.asp

Crónica sem tema Direito à indignação na Rua do Bonjardim Quem escreve a
crónica, por vezes, tem de ir atrás, buscar apoios de memória ou do arquivo dos
textos, para evitar repetições de títulos ou de conteúdo, porventura – espero
que não seja o caso – assegurar coerência de opinião e respeito de princípios.
http://jn.pt/textos/out4034.asp
http://jn.pt/textos/out4034.asp

Fontainhas teme novas derrocadas CDU/Porto esteve no local a falar com os
moradores preocupados com a demolição do Bairro da Capela O Bairro da Capela,
às Fontainhas, no Porto, vai ser demolido, mas os moradores do Bairro Olímpia,
que fica paredes meias com aquele, temem que os camartelos municipais abalem de
tal modo os seus pequenos tegúrios que a derrocada possa acontecer a qualquer m
omento. http://jn.pt/textos/out4036.asp
http://jn.pt/textos/out4036.asp

Incêndio em lixeira na Maia Um incêndio na lixeira de uma antiga sucata,
situada na Rua da Agra, em Milheirós (Maia), deu que fazer aos bombeiros locais,
durante toda a manhã de ontem. O fogo, que deflagrou pelas nove horas,
propagou-se a alguns bidões com resíduos de óleo e outras mat érias inflamáveis,
o que causou pequenas explosões. Para controlar a situação, os Bombeiros
Voluntários de Moreira da Maia mobilizaram para o local um auto-tanque, com
cerca de 20 mil litros de água. As causas do incêndio não foram apuradas, mas
uma das várias suspeitas levantadas pelas autoridades no local apontava para
fogo-posto

Arcos de Valdevez: Água roubada põe população na seca Serviços
municipalizados detectaram infractores e preparam coimas pesadas CARLOS
LOURENÇO A falta de água neste Verão está a causar grandes dores de cabeça aos
responsáveis camarários do abastecimento público e às populações. O consumo
subiu para o triplo e os reservatórios municipais estão quase sempre vazios. A
zona norte do município dos Arcos de Valdevez é a mais afectada. Análises ao
consumo detectaram registos menores do que os gastos. E os serviços
municipalizados preparam coimas para os infractores. http://jn.
pt/textos/out40514.asp
http://jn.pt/textos/out40514.asp

Alto Douro e Vale do Côa: Património mundial não tem sinalização Associação
de Freixo de Numão tenta criar estrutura de divulgação em rede, envolvendo seis
municípios que integram aquela região eduardo pinto A Associação Cultural
Desportiva e Recreativa de Freixo de Numão (ACDRFN) enviou às câmaras
municipais e a outros agentes de desenvolvimento dos municípios de Torre de
Moncorvo, Freixo de Espada à Cinta, Vila Nova de Foz Côa, Meda, Figueira de
Castelo Rodrig o e Pinhel uma carta aberta com uma proposta para a criação de
uma estrutura que permita o aproveitamento do potencial turístico dos seis
municípios, que integram dois patrimónios mundiais: O Vale do Côa e o Alto
Douro Vinhateiro. Os autarcas de Freixo, Foz Côa e Meda já analisaram a
proposta e vêem-na com bons olhos, apesar de pensarem que carece de ampla
discussão. http://jn.pt/textos/out40523.asp
http://jn.pt/textos/out40523.asp

Público

Caso das Torres Altis Enviado para o Ministério Público
Ricardo Figueiredo Justifica Alvará, Argumentando Que Não Encontrou
“Fundamentos Que Permitissem Legalmente Anular Ou Contrariar Os Compromissos
Assumidos pela Câmara do Porto Desde 1989”
O vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, Ricardo Figueiredo, justificou
ontem, num comunicado, os motivos por que deferiu uma licença pedida pela
empresa do ex-presidente do Benfica Fernando Martins para poder continuar com a
construção de um polémico empreendimento imobiliário constituído por seis
edifícios, dos quais três com 15 pisos, na Rua de Diogo Botelho, na Foz,
conhecidas por Torres Altis (do nome do hotel que Martins possui em Lisboa).
TEXTO

Moradores do Bairro Olímpia Temem Desabamentos
“É o Rui Sá, ainda há bocado o vi na televisão e já vai ali”, pasmava-se uma
mulher encorpada, despejando uma bacia de água na rua, à passagem do vereador
da Câmara do Porto eleito pela CDU. Sá foi ontem às Fontainhas verificar a
situação habitacional desta degradada zona. TEXTO

29 de Agosto

JN

Casa nova para salvador Igreja paroquial de Ramalde é um belo espaço Uma
das características das sociedades pós-modernas é a velocidade com que
constroem edifícios – sobretudo nos subúrbios das cidades e em cima de terrenos
onde campeia a maior especulação -, grandes superfícies, parques de
estacionamento, estações de serviço e vias de circulação (com predominância
para as rotundas, que parecem o supra-sumo do desenho urbano). Equipamentos
desportivos alguns, mas não os suficientes. Sociais menos e culturais nem se
fala – quando acontecem biblioteca, sala de concertos ou teatro, ca i santo do
altar abaixo. Enfim, é o desenvolvimento que temos. Cimento, asfalto, pouca
árvore, nenhum plano. A eito e a olho (vesgo ou míope) e toca a andar. Em nome
do progresso. http://jn.pt/textos/out5033.asp
http://jn.pt/textos/out5033.asp

Moradores recorrem aos tribunais Na Câmara do Porto, a decisão do vereador
do PSD não é aceite por todos. O vereador da CDU, Rui Sá, defende que se faça
uma sindicância à forma como o processo foi conduzido desde o início, e sobre
como é que agora foi assinada a autorização de construção. < /P> Ricardo
Figueiredo não estranha essa posição e até a defende, bem como a iniciativa do
Movimento de Moradores da Praça do Império, que vão apelar aos tribunais, para
impedirem tal construção. http://jn.pt/textos/out5039.asp
http://jn.pt/textos/out5039.asp

Novos atentados à cerca do Mosteiro de Grijó Agora foi derrubado o portal de
entrada daquele monumento de Gaia jorge vilas “Continuamos a assistir à
delapidação do património histórico do município e do país e ninguém se mostra
interessado em pôr na ordem os autores desse desmando”, acusou, ontem, Rogério
Tavares, presidente da Junta de Freguesia de Grijó, em Vila Nova de Gaia.
http://jn.pt/textos/out50312.asp
http://jn.pt/textos/out50312.asp

Passagem pedonal do Parque ao Douro Passadiço permitirá visitar a nova ETAR
de Febros e perceber processo de despoluição biológica da água helena norte O
Parque Biológico de Gaia vai estar ligado ao rio Douro por uma passagem pedonal,
com cerca de três quilómetros de extensão, que está a ser construída sobre o
emissário principal da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do rio
Febros. http://jn.pt/textos/out50314.asp
http://jn.pt/textos/out50314.asp

Prédio de 11 pisos na Foz Obra tem licenciamento mas procura-se alternativa
No gaveto entre a Rua da Senhora da Luz e a Avenida Coronel Raúl Peres, na Foz
do Douro, no Porto, desde há alguns anos, estão colocados tapumes para a
realização de uma obra. De acordo com a placa de licenciamento ali colocada, no
local irá ser construído um prédio de 11 pisos, cujo prazo de conclusão aponta
para Julho de 2002. http://jn.pt/textos/out50316.asp
http://jn.pt/textos/out50316.asp

Suspeitas de corrupção nas licenças da Câmara Torres Altis são um dos
processos do lote que o Ministério Público quer investigar. Frentes do parque
da cidade poderão estar incluídos Virgínia Alves O Departamento de
Investigação e Acção Penal (DIAP) do Ministério Público está a investigar
eventuais indícios de peculato e corrupção relacionados com processos de
licenciamento que decorreram na Câmara do Porto. http://jn.pt/textos/out50318.
asp
http://jn.pt/textos/out50318.asp

Viseu: Centro histórico esvaziado de carros Circular e estacionar aos
fins-de-semana só para os moradores e com cartão TERESA CARDOSO Depois de
proibir o estacionamento automóvel no adro da Sé Catedral, a Câmara Municipal
de Viseu prepara-se para avançar com novas restrições ao estacionamento e
circulação automóvel em várias artérias do centro histórico. A próxima medida,
a adoptar logo qu e esteja concluída a lista de residentes e elaborado o cartão
que os autoriza a estacionar, será a proibição da circulação nocturna, às
sextas-feiras, sábados e domingos, em toda aquela área. http://jn.
pt/textos/out5056.asp
http://jn.pt/textos/out5056.asp

Viana do Castelo: Edifício da marina volta a concurso “Elefante branco” da
cidade desperta interesse a empresas da área do turismo ABÍLIO FARIA Na sua
reunião de ontem, a Câmara Municipal de Viana do Castelo começou a analisar os
pressupostos de uma futura concessão do complexo turístico da marina.
Vandalizado por marginais, o edifício, construído na marginal, sobre o rio Lima,
constituiu um dos “el efantes brancos” da cidade, que a autarquia pretende
rentabilizar de novo. http://jn.pt/textos/out50510.asp
http://jn.pt/textos/out50510.asp

Leiria: Escolas ensinam a reduzir gastos quotidianos de água Autarquia
aprovou proposta apresentada pelo PS helena silva A Câmara de Leiria
deliberou, por unanimidade, na última reunião do Executivo, aprovar uma
proposta apresentada pelos vereadores do Partido Socialista, para a realização
de uma campanha de sensibilização para incentivar o consumo racional de água.
Os socialistas propõem que os serviços de educação da autarquia, em articulação
com os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS), desenvolvam um
conjunto de acções de sensibilização e educação dirigidas aos alunos das
escolas do ensino básico do c oncelho, que deverão decorrer em estreita
colaboração com estas instituições de ensino. http://jn.pt/textos/out50512.asp
http://jn.pt/textos/out50512.asp

Braga: Figueiredo bloqueia ETAR População não aceita “apanhar com a porcaria
dos outros” PEDRO LEITÃO A população de Figueiredo, Braga, ameaça impedir a
abertura da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), construída naquela
freguesia, para exigir a instalação de uma rede local de saneamento. http://jn.
pt/textos/out50513.asp
http://jn.pt/textos/out50513.asp

30 de Agosto

JN

Régua: Metro desiludiu turistas ALMEIDA CARDOSO A vias férreas no interior
de Trás-os-Montes e Alto Douro estão pelas ruas da amargura. Depois de terem
funcionado como importantes vias de acesso às zonas mais inóspitas dessa região
do país, desde há 14 anos, que vão perdendo a sua importância, fruto, tamb ém,
de algumas políticas de desinvestimento e da forte concorrência de outros meios
de transporte. A Linha do Tua, até Outubro do ano passado, foi um “paraíso”
para os amantes dos comboios e uma importante referência turística. Todavia,
perdeu muito do seu encanto a partir dessa data, quando, em lugar das velhas,
mas funcionais e panorâmicas, carruagens n apolitanas, com tracção diesel,
chegaram as automotoras do Metro de Mirandela. A substituição deixou, este ano,
muitos turistas desiludidos. http://jn.pt/textos/out60529.asp
http://jn.pt/textos/out60529.asp

Paços de Ferreira: Falta de água obriga a restrições Fátima Viana O
concelho de Paços de Ferreira tem água para consumo por apenas mais uns dias e,
por isso mesmo, a Câmara Municipal alerta a população para moderar o consumo
nas situações não consideradas de primeira necessidade, tais como lavagens de
automóveis, ruas e pa sseios. Esta situação tem a ver com o facto de não chover
e, a continuar o tempo seco e quente, a preocupação assume proporções “grandes
e reais”, afirmou o vereador Pedro Pinto. http://jn.pt/textos/out60521.asp
http://jn.pt/textos/out60521.asp

Feira: Obras ignoram leis do ruído SAlomão rodrigues A Câmara Municipal de
Santa Maria da Feira atribuiu as primeiras licenças especiais de ruído, para
actividades de carácter temporário, ao abrigo do novo Regulamento Geral do
Ruído (RGR). Mas isso não vai pôr fim às queixas dos cidadãos, a maior parte
contra estabelecimentos de restauração. http://jn.pt/textos/out60531.asp
http://jn.pt/textos/out60531.asp

Imprimir esta página Imprimir esta página

Categorias: Boletim

Deixar comentário